Destaque

(IN)SEGURANÇA. 34,6 mil detentos no Rio Grande. E Sartori decreta Situação de Emergência nos presídios

Sartori fez o anúncio (que poderá permitir agilizar liberação de recursos), depois de presidir reunião com o chamado “Gabinete da Crise”
Sartori fez o anúncio (que poderá permitir agilizar liberação de recursos), depois de presidir reunião com o chamado “Gabinete da Crise”

Do G1, o portal de notícias das Organizações Globo, com foto de LUIZ CHAVES (Palácio Piratini)

O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, anunciou na tarde desta quarta-feira (31) que decretou situação de emergência no sistema prisional. A intenção é agilizar a liberação de recursos para a construção de 6 mil vagas nas cadeias e ainda fazer a compra de equipamentos.

Conforme o chefe do Executivo estadual, metade dessas vagas já está em construção, como no Complexo Prisional de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

“Decreto permite desburocratizar. É uma medida extrema, para conseguir agilizar licitações”, observou Sartori após reunião com o Gabinete de Gestão da Segurança (GGS).

O governador anunciou ainda a permuta do terreno da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos, localizada na Avenida Praia de Belas, Zona Sul de Porto Alegre. Conforme ele, apenas com o dinheiro da negociação será possível construir cerca de 1 mil vagas nos presídios.
Para isso, o Palácio Piratini vai encaminhar um projeto de lei para alterar a que já existe. “Processo está concluído, faltará evidentemente a aprovação do projeto”, salientou Sartori.

O governo também vai encaminhar um outro projeto para a Assembleia para permitir a permuta, cedência e venda de imóveis em desuso. A proposta ganhou o nome de Programa de Aproveitando e Gestão de Imóveis do Rio Grande do Sul.  O governador explicou que cada caso será analisado individualmente, mas a intenção é facilitar “os processos”.

Atualmente, segundo a Superintendência de Serviços Prisionais (Susepe), a população prisional do estado é de 34.630. O número se refere à atualização publicada no último dia 25 de agosto. Foi no mês de maio que os presídios gaúchos ultrapassaram a marca de 34 mil detentos, atingindo marca histórica…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Há boatos que, passadas as eleições, o governador do RJ vai decretar a falência do estado. Nesta época saem as forças armadas e a força nacional das ruas e a vaca corre ir para o brejo de vez.
    Na província a imprensa portoalegrense conseguiu emplacar a vinda da força nacional e, como Beltrame está saindo da secretaria de segurança carioca, tenta emplacar o secretário salvação da lavoura.

  2. Sr. Sartori, onde estava até o momento? Hibernando? O mandato já está na metade, parece que “acordou-se” em agosto/16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo