DestaquePolítica

TRUMP. Após a posse, seções sobre clima, direitos civis e LGBT são eliminados no site da Casa Branca

POR MAIQUEL ROSAURO

Apenas algumas horas depois da posse de Donald Trump, o site da Casa Branca já deu sinais das ideias do novo presidente dos Estados Unidos. Confira na matéria da Agência Brasil:

Novo site da Casa Branca elimina seções sobre clima, direitos civis e LGBT

Site da Casa Branca após a posse de Donald Trump. Foto Agência Brasil / Reprodução

Mal o novo presidente americano, Donald Trump, tomou posse, e a Casa Branca já atualizou o seu site com algumas novidades polêmicas. A seção dedicada às mudanças climáticas, bandeira defendida pelo ex-presidente Barack Obama, por exemplo, foi apagada da página oficial, assim como qualquer menção ao aquecimento global. Também não há mais seções no site sobre direitos civis e público LGBT. As informações são da Agência Ansa.

A nova política deve-se ao fato que o novo ocupante da Casa Branca e boa parte do Partido Republicano minimizam os efeitos causados pelas alterações no clima e a necessidade de se investir na chamada “economia verde”. Por outro lado, a página oficial traz algumas das medidas que o magnata promete adotar como novo presidente dos Estados Unidos.

Entre as iniciativas anunciadas, está a construção de um “escudo espacial” para proteger o país de possíveis “mísseis” lançados por nações como Irã e Coreia do Norte. O Irã inclusive assinou um acordo nuclear com as principais potências do planeta, incluindo os EUA, no qual limita suas atividades atômicas. Acordo esse que Trump prometeu rever.

Além disso, a Casa Branca listou mudanças importantes na política econômica, como a saída dos EUA do Acordo de Associação Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), formado por 12 nações que reúnem 40% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

Trump também pretende renegociar o Nafta, tratado de livre comércio com Canadá e México. “Se os parceiros se negarem, o presidente insistirá em sua intenção de deixar o pacto”, diz a Casa Branca. O objetivo do republicano é criar 25 milhões de postos de trabalho na próxima década e alcançar um crescimento econômico de 4% ao ano.

Outra promessa apresentada pelo site oficial do governo é a de “derrotar o terrorismo islâmico”, classificada como uma “prioridade” da nova administração. “Trabalharemos com os parceiros internacionais para cortar fundos de grupos terroristas e nos empenharemos em uma guerra cibernética para desestabilizar a propaganda”, ressalta a Casa Branca.

O site já conta com o nome e a foto de Trump, além do slogan de sua histórica campanha: “Vamos fazer a América grande de novo”.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Trump tem surpreendentemente feito o que prometeu fazer, desde o dia da posse. Prometeu fazer um conjunto vazio de besteiras ideológicas, na verdade, arcaicas, mas é de se admirar que exista um político no mundo, UM, que até agora não saiu um risco da linha do que prometeu durante a campanha. Só quero ver se aquele ridículo muro vai sair mesmo.

    Aliás, certas partes do discurso dele são muito parecidas com as esquerdas retrógrada que ainda temos: a defesa de um nacionalismo burro e ineficaz dos tempos de 1920 e algures.

    Ouvindo-o falar da volta do orgulho nacional, das empresas deles que devem ficar por lá, etc.. me faz sair da tevê um grande cheiro de naftalina. Aliás, até gravata vermelha usou. Se fechasse os olhos e só tivesse ouvido o discurso imaginaria um comunista brasileiro que existia lá nos tempos de 64, ainda vivo hoje nos partidos nanicos.

  2. Não votamos lá. Logo o que deve preocupar é o que nos atinge.
    Para os menos antigos, Reagan comemorou a desinstalação do aquecedor solar de água do teto da Casa Branca. Foi parar lá por ordem do Carter.
    O escudo espacial já existe, está instalado no Alasca e na California. Problema é que a tecnologia é dos anos 90. A preocupação maior não é o Irã, é a Coréia do Norte.

  3. Estranho mesmo é os sites das pró reitorias de Assuntos Estudantis, ProGrad, ProExt sairem do ar bem no fim de semana de lançamento do Edital UFSM do SISU… quem serão os prejudicados?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo