ECONOMIA. Após aumento de imposto, Petrobras reajusta, de novo, preço da gasolina nas refinarias

ECONOMIA. Após aumento de imposto, Petrobras reajusta, de novo, preço da gasolina nas refinarias - A

Governo Temer já havia aumentado o imposto sobre os combustíveis na quinta-feira (22). Foto José Cruz / Agência Brasil

Por Maiquel Rosauro, da Equipe do Site

Os preços dos combustíveis nas refinarias sofreram novos reajustes pela Petrobras no sábado (22). A companhia, segundo os jornais O Globo e Correio Braziliense, elevou o preço da gasolina em 1,4% e do diesel em 0,2%.

Na quinta (20), com intuito de recuperar arrecadação e cumprir a meta fiscal, o governo Temer havia anunciado aumento nas alíquotas do PIS-Cofins (tributo sobre os combustíveis). Com a medida, o valor da gasolina teve elevação de R$ 0,41 nas refinarias.

Na prática, o litro da gasolina já é encontrado a mais de R$ 4,00 em Santa Maria.

A nova política da Petrobras prevê reajustes frequentes, inclusive, diários. O objetivo é manter a paridade com as cotações internacionais.

Parlamentar promete fiscalizar reajustes
O vereador Daniel Diniz (PT) criticou no domingo (23) o aumento do preço dos combustíveis, sobretudo, por provocar um efeito cascata.

“A alta dos combustíveis eleva o preço do frete, que faz aumentar os preços dos produtos transportados, e por aí vai”, afirmou Diniz.

O parlamentar reiterou que vai fiscalizar de perto os preços que serão reajustados em Santa Maria.



4 comentários

  1. Jorge

    Notícia de agora.

    Petrobras reduz preços do diesel e da gasolina a partir de amanhã
    A Petrobras irá reduzir em 3% o preço do diesel nas refinarias a partir da terça-feira (25), enquanto a gasolina terá uma redução de 1,8%, segundo a companhia.

  2. O Brando

    Para nossa sorte o Brasil não é a Venezuela e nem Cuba. Logo, os preços dos combustíveis não são tabelados. Logo, o vereador pode “fiscalizar” o quanto quiser.
    O efeito cascata está nas contas do governo. O problema não é este. O problema é a desinflação (diferente da “deflação” que falam por aí) causada pela diminuição da atividade econômica ( o que também afetou a arrecadação). Pior, o efeito cascata vai ser menor porque muita gente está “esgoelada”, vai ter que absorver o aumento de custos na margem de lucro pelos mesmos motivos.
    Sem querer ser alarmista (mas já sendo), se continuarmos a tirar água do Titanic de balde, em quatro ou cinco anos o Brasil vira o RS. Parcelamento de salários dos servidores, etc.

  3. Jorge

    Fico imaginando a cena: os estados quebrados (o nosso incluído) jogando âncora no Planalto e esse afundando também.

    Onde andará o Chapolin Colorado para nos salvar quando esse dia chegar?

  4. Jorge

    Posso adiantar o título de um filme arrasador para o ano que vem, editor? Vai concorrer ao Oscar.

    “2018, o pior ano das nossas vidas”.

    Contará a história da eleição. Os atores serão a mesma gente política que está na fila para ser condenada ou já foi, as esquizofrenias desses atores e os mesmos partidos, vários deles viraram verdadeiras quadrilhas. Como algo de bom poderá submergir desse jeito? Será nosso primeiro Oscar. Nem Hollywood conseguiria criar um roteiro tão surreal, esquisito, bombástico e devastador. Mutretas atrás de mutretas. Vi hoje que querem mudar a lei para que os atores condenados só sejam presos depois de julgados no STF. Um filme de terror.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *