Destaque

MUDANÇA. Policiais Federais têm novo diretor geral. Fernando Segóvia teve o apoio de dirigentes do PMDB

Delegado Fernando Segóvia será diretor da PF. Ele não era o preferido do atual ocupante do cargo, mas tem apoio de líderes do PMDB

Por PAULO CELSO PEREIRA, BELA MEGALE, JAILTON DE CARVALHO e LETICIA FERNANDES, d’O Globo, com foto de Reprodução

O presidente Michel Temer mudou o comando da Polícia Federal (PF). O delegado Fernando Segóvia será o novo diretor-geral da instituição, substituindo Leandro Daiello, no cargo desde 2011, primeiro ano de Dilma Rousseff na Presidência da República… O anúncio oficial foi feito na tarde desta quarta-feira pelo Ministério da Justiça.

O novo chefe da PF agrada a políticos. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o subchefe de assuntos jurídicos da pasta e um dos principais conselheiros do presidente, Gustavo Rocha, fizeram campanha para que Segóvia assumisse o cargo.

O candidato apoiado por Daiello era é diretor-executivo da corporação Rogério Galloro. O nome dele chegou até a mesa do presidente Temer, mas enfrentou forte resistência da classe política que apoiava Segóvia.

Não é só o grupo de Daiello que vê a nomeação de Segóvia como um ato de grande influência política. Nos bastidores, a Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) tem a mesma avaliação.

Segóvia já foi superintendente da Polícia Federal no Maranhão e adido policial na África do Sul. Também esteve no comando da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal.

O novo diretor ganhou prestígio na instituição sobretudo no período em que comandou um dos setores responsáveis pela adequadão da PF ao Estatuto do Desarmanento. Na ocasião, Segóvia teve projeção fora dos quadros da instituição e estreitou laços com deputados e senadores de diferentes partidos.

A corporação está subordinada ao Ministério da Justiça. Por diversas vezes, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, deixou em aberto a possibilidade de trocar o comando da corporação. Ele chegou a admitir que haveria essa troca, mas em setembro afirmou que Daiello ficaria por tempo indeterminado.

Daiello já havia manifestado intenção de deixar o cargo…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo