CulturaPrefeitura

CULTURA. Prefeitura e Associação debatem, juntas, financiamento do carnaval de rua via Lei de Incentivo

Associação Aliança pelo Samba tem a responsabilidade de captar recursos privados para viabilizar o evento. Ontem houve reunião

Por ANA BITTENCOURT (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Na noite de terça-feira (19), a Prefeitura de Santa Maria e a Associação Aliança pelo Samba estiveram reunidas para a apresentação do projeto que pretende viabilizar a realização do Carnaval de Rua 2018. O encontro, realizado no Hotel Dom Rafael Premium, na Rua Ernesto Beck, reuniu representantes da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, das escolas de samba do Município, empresários, imprensa e convidados. Na ocasião, o Poder Executivo manteve a posição assumida desde o início da gestão: apoiar a realização do evento, mas sem a aplicação de recursos públicos próprios do orçamento do Município.

“O encontro que tivemos foi bastante produtivo, pois conseguimos perceber que as escolas de samba se organizaram, conseguiram aprovar o projeto pela Lei Rouanet, em outubro, com o valor de R$ 638 mil. Estivemos lado a lado até aqui, dando nosso apoio nesse processo junto ao Ministério da Cultura”, explicou a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Marta Zanella.

Afora as questões financeiras, a realização do carnaval em Santa Maria tem o apoio da Prefeitura para as questões logísticas e a infraestrutura do evento.

“Dentro das nossas possibilidades, vamos ajudar. A Associação Aliança pelo Samba está à frente do processo e encontra-se agora e na fase de captação dos recursos. Eles se comprometeram a procurar empresas a entidades de Santa Maria para a arrecadação. Contamos com a sensibilidade dos empresários da cidade para viabilizar a realização do Carnaval de Rua sem dinheiro público, a exemplo do que fizemos com a Tertúlia e o Viva o Natal”, concluiu a secretária.

Para o presidente da Associação Aliança pelo Samba, Leonardo Ribeiro, o momento é de aprendizado e fortalecimento da relação entre a Prefeitura e as escolas de samba.

“Para nós está sendo um aprendizado. Elaboramos um projeto, fomos buscar uma pessoa de fora da cidade – o produtor cultural bageense Neimar Rodrigues – capacitada e com experiência na elaboração e aprovação de projetos junto à Lei Rouanet e isso tudo nos fortalece e fortalece a nossa relação com a Prefeitura. Agora é correr atrás dos recursos privados para que o carnaval aconteça”, argumentou Leonardo.

A previsão da Associação Aliança pelo Samba é que o Carnaval de Rua de Santa Maria aconteça nos dias 8, 9 e 10 de março. O lançamento oficial do evento, ainda sem data definida, deve ocorrer na Praça Saldanha Marinho.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo