CÂMARA. Vereadores consomem mais de R$ 78 mil na cota de telefone em 2017. Confira gastos individuais

CÂMARA. Vereadores consomem mais de R$ 78 mil na cota de telefone em 2017. Confira gastos individuais - Juba-Combustível-1-1024x683

Além de não ter apresentado gastos com combustível em 2017, Juba é também o vereador que mais economizou telefone. Foto Gabrielle Righi

Por Maiquel Rosauro

Os vereadores de Santa Maria têm direito a uma cota mensal de telefone de R$ 550,00 que corresponde a um aparelho fixo e um móvel. Logo, a cota anual por parlamentar é de R$ 6,6 mil. Se todos os 21 parlamentares utilizassem 100% do benefício, o Legislativo teria um gasto total de R$ 138,6 mil.

Porém, os vereadores conseguiram uma economia significativa no ano passado, fazendo com o que gasto total com o benefício ficasse em R$ 78.871,32. Ou seja, economizaram R$ 59.728,68.

No sábado de Carnaval, o site divulgou os gastos dos parlamentares com a cota de combustível. O vereador Juliano Soares – Juba (PSDB) além de ser o que mais economizou gasolina (abriu mão da cota) é também o que apresentou maior controle na fatura de telefone.

O tucano calcula que 80% das demandas que surgem são resolvidas através de redes sociais, como Facebook e WhatsApp, o que ajudou a economizar tanto combustível como telefone. Além disso, desde o início do mandato, ele optou por seguir utilizando o seu próprio celular particular.

“O celular da minha cota fica somente no gabinete”, explica.

Em 2017, Juba teve um gasto total de R$ 2.015,27 com uma média mensal de consumo R$ 167,94. A economia total do tucano foi de R$ 4.584,73.

Em contrapartida, além de ser o vereador que mais gastou combustível em 2017, Valdir Oliveira (PT) é também o menos econômico com o telefone. O petista utilizou R$ 6.207,85 de sua cota anual, com uma fatura mensal média de R$ 517,32. Na prática, ele economizou apenas R$ 392,15 do total da cota.

“O número do meu telefone é público, as pessoas ligam a cobrar quando necessário, e eu percorro a cidade diariamente. Não tenho outra atividade além de ser vereador”, argumenta Valdir.

Como fiscalizar

CÂMARA. Vereadores consomem mais de R$ 78 mil na cota de telefone em 2017. Confira gastos individuais - Gastos-com-telefone-dos-vereadores-1024x412

Dados enviados pela Câmara de Vereadores a partir de pedido formal do site. Clique sobre a imagem para ampliar. Foto Reprodução

Tanto os gastos com a cota de combustível quanto os de telefone não estão disponíveis no site da Câmara de Vereadores. Contudo, graças à Lei de Acesso à Informação (12.527/2011) qualquer pessoa pode protocolar um pedido solicitando cópias dos dados públicos.

A produção desta matéria, por exemplo, teve como ponto de partida uma solicitação formal realizada na seção de Acesso à Informação no site do Legislativo. Em três dias úteis, a tabela com os dados acima havia sido encaminhada via e-mail.

Abaixo, confira o consumo de telefone em ordem crescente de gastos:

Vereador – Consumo total em 2017 / Média mensal
Juliano Soares – Juba (PSDB) – R$ 2.015,27 / R$ 167,94
Lorena Santos (PSDB) – R$ 2.094,21 / R$ 174,52
Celita da Silva (PT) – R$ 2.193,54 / R$ 182,8
Admar Pozzobom (PSDB) – R$ 2.197,52 / R$ 183,13
Cida Brizola (PP) – R$ 2.225,71 / R$ 185,48
Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB) – R$ 2.435,4 / R$ 202,95
Vanderlei Araújo (PP) – R$ 2.693,58 / R$ 224,47
Adelar Vargas – Bolinha (PMDB) – R$ 2.777,04 / R$ 231,42
Francisco Harrisson (PMDB) – R$ 2.851,6 / R$ 237,63
Manoel Badke (DEM) – R$ 3.963,51 / R$ 330,29
Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) – R$ 4.220,18 / R$ 351,68
João Kaus (PMDB) – R$ 4.333,46 / R$ 361,12
Marion Mortari (PSD) – R$ 4.415,85 / R$ 367,99
Alexandre Vargas (PRB) – R$ 4.444,58 / R$ 370,38
João Ricardo Vargas (PSDB) – R$ 4.711,75 / R$ 392,65
Daniel Diniz (PT) – R$ 4.824,43 / R$ 402,04
Luciano Guerra (PT) – R$ 4.952,49 / R$ 412,71
Ovídio Mayer (PTB) – R$ 5.036,4 / R$ 419,7
Deili Silva (PTB) – R$ 5.041,87 / R$ 420,16
Jorge Trindade – Jorjão (Rede) – R$ 5.235,07 / R$ 436,26
Valdir Oliveira (PT) – R$ 6.207,85 / R$ 517,32



3 comentários

  1. O Brando

    Otimista é o sujeito que acha que vai encontrar petista econômico com o dinheiro dos outros. Afinal, dinheiro público é para ser gasto em prol do “pôvú”. Alás, vereador não tem outra atividade além de fazer campanha eleitoral.
    Cota é alta, uns 300 pila por mês era mais do que o suficiente. Daria para economizar uns 60 mil reais e gastar em algo útil.
    Existem também números que saltam aos olhos. Ex-futuro prefeito do ex-futuro município dos Pains (é sempre bom lembrar quem quis criar uma prefeitura para virar prefeito) extrapolou o autorizado em abril e dezembro. Luciano Guerra também estourou a cota em outubro, uns 28%, gastou 705 pila.

  2. Rose

    Quando que os PTs não lideram os gastos? e uns sabem usar bem essas verbas vergonhosas. Como aguardo a prisão do chefe maior…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *