7 comentários

  1. Garibaldi

    Vendo a foto da Adesm, me vem a lembrança um livro que li certa vez: “E esse futuro que não chega?”…

  2. Eu acho que as assessorias tinham que cuidar mais das fotos.
    Uma coisa é um repórter pegar uma discursando e a maioria mexendo no celular. Outra coisa é material do partido mostrar isto.
    Tinham que fazer uma foto teatral, todos olhando para a discursante.
    Falando nisto: todOs. Apenas duas mulheres e seis homens? 25 % feminimo.
    E Afros? Mulheres Afrodescendentes?

    Alô PT!

  3. O Brando

    Pois é. Noutra semana vieram uns VIP’s na UFSM, visitar uma das incubadoras. Depois saiu entrevista no Diário com um deles. Lá pelas tantas largou um “não é crítica” (famosa “amantegada”, para quem assistiu ‘O último tango em Paris entende, prenúncio que lá vem ferro) e apontou a falta de foco, o que sinalizava problemas no planejamento estratégico. Citou diversos exemplos Brasil afora e citou as especializações de outros lugares.
    Jornalista logo em seguida fez uma pergunta daquelas que o entrevistado pode responder com “sim” ou “não”: os “cérebros” (sic) da cidade e o baixo custo são atrativo, são “vantagem” (algo do gênero, não lembro os termos corretos)? Resposta: só o capital intelectual (não usou “cérebros” na resposta) e o baixo custo não bastam, o ambiente conta muito.
    Conclusão: muito do que se fala sobre desenvolvimento na cidade é para inglês ver.

  4. peter

    A tal comissão que está atrás dos móveis sumidos, vai ter um reforço de peso a partir da próxima semana. Advinha de quem? Sim, ele o Sherlóqui da Vale Machado. Ele mesmo- o Adelar Bolinha. Depois do sucesso na caça ao lobisomem, nosso sagaz edil retorna a atividade investigativa com mais esse mistério a ser desvendado. Ele disse que já têm suspeitos- e muitos , mas não deu pistas . Artimanhas de um bom detetive, of course…

    • Foi o Lobisomem que pegou os móveis para fazer uma reforma na casa da Vovozinha. Caso encerrado.
      Próximo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *