POLÍTICA. Mais quatro servidores municipais ouvidos na CPI das Parcerias. Eles depõem como testemunhas

POLÍTICA. Mais quatro servidores municipais ouvidos na CPI das Parcerias. Eles depõem como testemunhas - câmara-cpi

Servidores municipais da secretaria de Infraestrutura foram ouvidos durante nova reunião da CPI das Parcerias, nesta sexta-feira

Por CLARISSA LOVATTO BARROS (texto) e MATEUS AZEVEDO (foto), da Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores

Durante a manhã desta sexta-feira (20), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) formada com a finalidade de investigar possíveis irregularidades na utilização de máquinas e servidores públicos em propriedade particular realizou a oitiva de mais quatro servidores da secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos.

O presidente da CPI, vereador Valdir Oliveira, esclareceu que os servidores depõem como testemunhas. “Os funcionários estão trazendo detalhes dos fatos para que tenhamos clareza se houve irregularidade. Nenhum está sendo chamado aqui como suspeito”, enfatizou. Além de Valdir, integram a Comissão os vereadores João Kaus (vice-presidente) e Jorge Trindade (relator).

O primeiro a depor foi Clóvis Antonio Almeida da Silva, operador de máquinas há 18 anos, o qual explicou que no dia 24 de fevereiro realizou a compactação de pedras na estrada Antonio Ovidio Severo. Conforme ele, no dia anterior foi realizado o patrolamento da estrada.

Na sequência, a CPI realizou a oitiva de Croaci Tonetto do Amaral, motorista de caminhão há 20 anos.  Informou que, no dia 24 de fevereiro, buscou carga na pedreira e depositou o material na entrada da porteira a fim de que fosse transportada para estrada.

O motorista de caminhão Jean Pierre Menezes Betanza foi o terceiro a prestar depoimento. Registrou que, por volta das 7h do dia 24 de fevereiro, dirigiu o caminhão até a pedreira e, no chegar ao local, recebeu orientação para se dirigir ao pátio da secretaria.  Desse modo, o depoente informou que não se deslocou até a estrada Antonio Ovidio Severo.

Por último, a Comissão ouviu Luiz Carlos Gomes, motorista de caminhão há 32 anos. O depoente informou que carregou uma carga na pedreira localizada em São Martinho e depositou o material no lugar determinado na estrada. De acordo com ele, quando estava voltando da pedreira recebeu orientação de um colega para recolher caminhão.

A CPI irá realizar mais três oitivas na próxima segunda-feira (23), a partir das 15h.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, E VER TAMBÉM OUTRAS FOTOS, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *