RETROCESSO. (P)MDB, PSDB e PT, maiores partidos da Câmara dos Deputados, retrocedem duas décadas

RETROCESSO. (P)MDB, PSDB e PT, maiores partidos da Câmara dos Deputados, retrocedem duas décadas

RETROCESSO. (P)MDB, PSDB e PT, maiores partidos da Câmara dos Deputados, retrocedem duas décadas - poder-360-câmara-dos-deputados

Os três maiores partidos na Câmara dos Deputados, MDB, PSDB e PT, apresentaram uma expressiva diminuição de suas bancadas

Do portal especializado PODER360, em texto de Naomi Matsui, com foto de Reprodução

Protagonistas no cenário nacional, MDB, PSDB e PT sofreram 1 encolhimento visível no tamanho de suas bancadas na Câmara. Apresentam números similares ou mesmo mais baixos aos de duas décadas atrás.

O MDB é o caso mais evidente. Atualmente, a bancada tem 51 deputados, a menor desde que foi fundado, em 1965.

Em 1982, na 1ª eleição em que participou sob o nome de PMDB, a sigla chegou a eleger 200 deputados. No pleito seguinte, em 1986, conquistou 260 cadeiras. Os dados consideram os números resultantes das eleições.

A queda ocorre no momento em que 1 emedebista –Michel Temer– ocupa a Presidência da República.

RETROCESSO. (P)MDB, PSDB e PT, maiores partidos da Câmara dos Deputados, retrocedem duas décadas - Poder-360-câmara-dos-deputados-tabelaPT e PSDB conseguiram levar para a Câmara a popularidade de seus presidentes.

No governo de Fernando Henrique Cardoso, o PSDB passou de 63 deputados em 1994 para 99 em 1998 –aumento de 57%.

De lá para cá, o partido tem sofrido sucessivas quedas e ocupa o 4º lugar em tamanho, com 49 cadeiras. A legenda só registrou 1 número menor em sua 1ª eleição, em 1990.

Já o PT registra uma bancada tão enxuta quanto a de 20 anos atrás. Em 1998, elegeu 59 deputados. Hoje, tem 60.

Nesse intervalo, a sigla sofreu altos e baixos. Em 2002, ano em que Lula foi eleito para o Planalto pela 1ª vez, a legenda conquistou 91 assentos na Câmara.

Manteve-se com 1 número estável até 2010. O declínio do governo de Dilma Rousseff e escândalos envolvendo integrantes causaram o encolhimento da sigla. Perdeu 26 deputados nos últimos 8 anos.

Mesmo com as reduções, PT, MDB e PSDB constituem 3 das 4 maiores bancadas da Casa. Também seguem na liderança do número de filiados.

Uma explicação é a pulverização de partidos: há 25 legendas com deputados federais. É mais do que o registrado em praticamente todos os anos de eleição. A exceção é 2014, quando 28 siglas elegeram pelo menos 1 representante…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. O Brando

    Só os números não dizem muito. PMDB elegeu muito em 86 (constituinte?) porque se lembro bem ocorreu um estelionato eleitoral, vulgo plano Cruzado. Tucanos são um racha do partido que ocorreu em 88.
    PT encolheu não só pela incompetência da Dilma ou escândalos de corrupção, teve gente que saiu porque não encontrou espaço para as próprias pretensões políticas.
    O que vai acontecer nas próximas eleições ninguém sabe, mas pelo que sei os recursos lícitos são divididos conforme o tamanho da bancada, logo estes partidos ainda têm vantagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *