PolíticaSanta Maria

SOBE/DESCE. Schirmer, Pozzobom, Deili, Badke… Confira destaques políticos da semana do aniversário

Por MAIQUEL ROSAURO (com fotos Divulgação/Schirmer e Deise Fachin/Pozzobom), da Equipe do Site

Santa Maria comemorou seus 160 anos esta semana, ao mesmo tempo em que o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) completou 500 dias de governo. Entretanto, a semana foi complicada para o tucano… Por outro lado, quem esteve na cidade e teve uma agenda positiva foi o ex-chefe do Executivo, Cezar Schirmer (PMDB).

SOBE

Cezar Schirmer durante inauguração do projeto Base Móvel Comunitária

Cezar Schirmer (PMDB)

O secretário de Segurança Pública inaugurou o projeto Base Móvel Comunitária, na Nova Santa Marta; instalou o Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública; e participou da adesão do município ao Sistema de Segurança Integrada.

Deili Silva (PTB)

Levantamento do site apontou que a petebista foi a parlamentar que mais diminuiu o consumo de combustível entre fevereiro e abril deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2017.

João Chaves (PSDB) e André Domingues – Deco (PSDB)

Ambos vieram do Executivo para assumir assento na Câmara de Vereadores e, agora, preparam-se para ser oficializados pelo partido como os pré-candidatos do PSDB/SM ao pleito de outubro.

DESCE

Coletiva no MPF apaziguou relação entre o prefeito e os infectologistas

Jorge Pozzobom (PSDB)

Enfrentou a fúria dos médicos infectologistas que divulgaram uma nota criticando a atuação da Administração Municipal frente ao surto de toxoplasmose. O enrosco foi apaziguado com uma coletiva no Ministério Público Federal.

Celita da Silva (PT)

A parlamentar gerou indignação na Associação dos Moradores do Loteamento Cipriano da Rocha por tentar, junto à Prefeitura, a cedência de uma área para construção de uma casa espírita no bairro. Faltou consultar a comunidade sobre o assunto.

Manoel Badke – Maneco (DEM) e Vanderlei Araujo (PP)

Os vereadores tiveram negados os pedidos de autorização para participarem de um curso em Porto Alegre com todas as despesas pagas pelo Legislativo. No total, a viagem custaria mais de R$ 4 mil aos cofres públicos.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo