EDUCAÇÃO. Sindicado repudia agressão sofrida por Luci Duartes, edil e docente. Caso registrado na polícia

EDUCAÇÃO. Sindicado repudia agressão sofrida por Luci Duartes, edil e docente. Caso registrado na polícia

EDUCAÇÃO. Sindicado repudia agressão sofrida por Luci Duartes, edil e docente. Caso registrado na polícia - luciA agressão sofrida pela professora Luci Duartes (foto acima, de reprodução), também conhecida como a “Tia da Moto”, e que igualmente exerce mandato na Câmara de Vereadores, mereceu nota de solidariedade do Sindicato dos Professores Municipais (Sinprosm). Confira, a seguir, a íntegra:

NOTA

O Sindicato dos Professores Municipais de Santa Maria lamenta a agressão sofrida pela colega da rede municipal de ensino e associada da entidade, Luci Beatriz Duartes, ocorrida nesta segunda-feira (4) na EMEF Castro Alves.

A violência é um mal que atinge nossa sociedade e tem um dos seus reflexos mais contraditórios justamente nas escolas. Não há promoção da cultura de paz sem diálogo, uma das necessidades mais prementes na busca permanente de cidadania e convívio humanizado em comunidade.”

O fato, sobre o qual você ficou sabendo AQUI no final da manhã, também foi registrado na Polícia Civil, como está noticiado também na versão online do Correio do Povo, em texto assinado pelo jornalista Renato Oliveira. Acompanhe:

Professora registra BO após tentativa de agressão de aluno, em Santa Maria

A professora Luci Beatriz Zelada Duartes, conhecida como tia da Moto, registrou, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Santa Maria (DPPA), que sofreu tentativa de agressão por parte de um adolescente de 14 anos quando chegava na Escola Municipal Castro Alves, na região norte do município.

A professora, que também é vereadora pelo PDT, afirmou que o aluno com perfil de indisciplina investiu contra ela tentando agredi-la a socos e pontapés. “Ele ainda tentou cuspir no meu rosto, mas não conseguiu”, informou ela, que trabalha com o Programa de Controle de fluxo e disciplina escolar, que tenta reduzir a evasão escolar.

Luci relatou que antes da agressão, o estudante tinha sido chamado pela direção da Escola em virtude de um ato de indisciplina no interior da sala de aula. Nesta terça-feira, a direção da escola terá um encontro com os pais do adolescente a fim de tomar as medidas cabíveis pelo fato, segundo a professora.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI .



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *