SAÚDE. Primeiras 50 vagas no Hospital Regional já abertas. Confira aqui quais são os postos de trabalho

SAÚDE. Primeiras 50 vagas no Hospital Regional já abertas. Confira aqui quais são os postos de trabalho - medianeira-regional-em-cimaDo site da Rádio Medianeira, com texto de FABRICIO MINUSSI e imagens de Reprodução

O Instituto de Cardiologia de Porto Alegre inicia hoje (20 o processo de seleção para a contratação dos primeiros 50 profissionais, que irão trabalhar no Hospital Regional de Santa Maria, pronto há dois anos, mas que ainda não abriu as portas. Os interessados devem comparecer à sede do SINE em Santa Maria, que fica na Rua Silva Jardim, nº 1995.

A seleção ficará a cargo do Departamento de Recursos Humanos do Instituto de Cardiologia, portanto, também se faz necessário o envio do currículo do candidato para o email recrutamento@cardiologia.org.br.

As vagas oferecidas agora são para analista de RH, assistente social, auxiliar administrativo, eletricista predial, enfermeiro assistente, enfermeiro coordenador, farmacêutico clínico, fisioterapeuta geral, instalador hidráulico, psicólogo organizacional, técnico em enfermagem, técnico em refrigeração, técnico em informática, técnico em segurança do trabalho e telefonista.

As vagas são para vários níveis de escolaridade, desde o ensino médio até o ensino superior completo. As contratações serão pelo regime da CLT. O telefone de contato com o SINE em Santa Maria é (55) 3222-9005.

O primeiro ambulatório do Hospital Regional deverá estar funcionando a partir do dia 11 de julho. A previsão é de que a instituição esteja funcionando, com 240 leitos SUS e atendimentos em alta complexidade em ortopédia, traumatologia e neurologia, no início de 2019.

AS VAGAS QUE O SINE OFERECE:

SAÚDE. Primeiras 50 vagas no Hospital Regional já abertas. Confira aqui quais são os postos de trabalho - medianeira-regional-783x1024

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. O Brando

    Hospital é naquela base de sempre. Reclamam porque não termina a construção, reclamam porque não abre, reclamam porque abre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *