TRABALHO. Prefeitura informa aos sindicatos: até a quinta, lei do reajuste salarial de 2,95% vai à Câmara

TRABALHO. Prefeitura informa aos sindicatos: até a quinta, lei do reajuste salarial de 2,95% vai à Câmara

TRABALHO. Prefeitura informa aos sindicatos: até a quinta, lei do reajuste salarial de 2,95% vai à Câmara - prefeitura-salários

Anúncio da Prefeitura Municipal foi feito durante reunião com sindicato dos Professores e dos Municipários, na tarde de hoje

Por MARIANA FONTANA (texto) e JOÃO ALVES (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura 

Honrando o compromisso de valorização dos servidores municipais e levando em conta a responsabilidade com as finanças do Município, a Prefeitura de Santa Maria anunciou, na tarde desta terça-feira (05), a revisão anual dos salários dos servidores, conforme prevê a legislação. Mesmo com um cenário de austeridade econômica e de reduções de despesas, o Executivo concedeu o reajuste de 2,95%, o que corresponde ao Índice de Preços ao Consumidor Ativo (IPCA) do período.

Desde o início da atual Administração Municipal, a Prefeitura tem buscado o diálogo e a transparência com os servidores, por isso, o anúncio da reposição salarial foi feito, primeiramente, aos representantes dos sindicatos dos Professores e dos Municipários de Santa Maria, durante reunião na tarde desta terça. Os representantes das categorias foram recebidos pelo vice-prefeito Sergio Cechin; pelo chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez; pelo secretário de Finanças do Município, Jean-Pier Esquia; pela secretária de Gestão e Modernização Administrativa, Veronica de David Antônio; e pela secretária de Educação, Lúcia Madruga.

Na oportunidade, Cortez destacou o cenário atual de dificuldades, principalmente com relação à receita, que está estagnada, além de destacar os avanços do Município – na contratação de professores e profissionais da Saúde e no andamento das obras de creches da cidade, por exemplo. O chefe da Casa Civil e o vice-prefeito destacaram ainda medidas que vêm sendo adotadas pelo Município para buscar o aumento de receita. Os gestores também reforçaram o compromisso de honrar o salário de todos os servidores e de seguir o diálogo para melhorar as condições de trabalho, bem como as negociações quanto ao vale-alimentação e ao piso salarial dos professores.

“Estamos traçando estratégias para aumentar a nossa receita. São alternativas, porque vivemos em um momento de grande dificuldade”, destacou Cechin.

“Estamos sempre buscando o melhor para os servidores. Sabemos que, muitas vezes, não conseguimos alcançar tudo. Temos que seguir o diálogo e manter as negociações, pois a valorização dos servidores é uma diretriz do nosso Governo, mas também precisamos trabalhar com uma responsabilidade financeira”, enfatizou Cortez.

A reposição salarial é feita através de um Projeto de Lei, que será enviado até quinta-feira (07) à Câmara de Vereadores de Santa Maria para análise e aprovação. A reposição contemplará um total de 5.505 servidores, sendo 3.587 ativos e 1.918 inativos. Conforme a Secretaria de Finanças do Município, o impacto com a reposição será de R$ 7.085.133,00, considerando o período de março a dezembro e o 13º salário.

“Somos um sindicato propositivo e combativo. Santa Maria possui um salário da categoria dos professores que é bom, mas ainda precisamos avançar nas condições de trabalho, para que os professores queiram seguir atuando”, destacou a coordenadora de Patrimônio e Organização do Sindicato dos Professores, professora Martha Najar.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI .



2 comentários

  1. Democrata Júnior

    Seguem os textos da prefeitura que iniciam no estilo do autoelogio. Tudo bem que assessoria de imprensa é “chapa branca”, mas podia ser um texto mais profissional e menos puxa-saco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *