ECONOMIA SOLIDÁRIA. Projeto Esperança divulga a “Carta de Orientações” aos visitantes da 25ª Feicoop

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Projeto Esperança divulga a “Carta de Orientações” aos visitantes da 25ª Feicoop - ecosol-2

Pavilhões do Centro de Referência de Economia Solidária recebem os retoques finais para receber os expositores. Eventos iniciam quinta

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa dos Eventos

A 25ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop), 3º Fórum e 3ª Feira Mundial de Economia Solidária terão início nesta quinta-feira (12), em Santa Maria, e seguem até domingo (15). O evento será marcado pela comercialização de produtos da Economia Solidária e também por uma extensa programação de seminários, oficinas, reuniões e atrações culturais.

Nesta terça (10), o Projeto Esperança/Cooesperança, divulgou a Carta de Orientações aos visitantes da Feira. Confira:

ORIENTAÇÕES PARA A 25ª FEICOOP E
3º FÓRUM e 3ª FEIRA MUNDIAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA
Feira de Santa Maria: Uma Experiência Aprendente e Ensinante!
12 a 15 de julho de 2018

Prezados Companheiros e Companheiras da Economia

Solidária do Brasil e da América Latina e dos Continentes!

“Construindo a Sociedade do Bem Viver: Por Uma Ética Planetária”

Pelo presente, em nome da Comissão Organizadora dos Eventos Mundiais do Cooperativismo, da Agricultura Familiar e de Economia Solidária, saudamos a todos com votos de Boas Vindas à Santa Maria, RS. Estes Eventos Mundiais fazem parte de nossa Agenda Nacional e Internacional de Economia Solidária, como um momento forte de integração e reanimação de nossas lutas, utopias e sonhos proféticos, no trabalho em Rede para o Desenvolvimento Solidário, Sustentável e Territorial no Brasil e na América Latina em articulação do Bem Viver com as Redes Intercontinentais de Economia Solidária do Comércio Justo e do Consumo Ético e Solidário.

Temos algumas considerações e orientações a compartilhar com os Companheiros e Companheiras e queremos acolhê-los com alegria e hospitalidade em Santa Maria em julho de 2018. Pedimos que leiam atentamente estas orientações para favorecer a nossa integração.

1 – As Caravanas e Empreendimentos Solidários organizem-se para virem quinta-feira dia 12/07/2018 a partir das 8h30min. Na parte da manhã fazer o credenciamento, estudar a programação e poderão organizar a Feira e na parte da tarde a partir das 14h será a Assembléia Nacional dos Empreendimentos de Economia Solidária, coordenado pelo FGES (Fórum Gaúcho de Economia Solidária) e o FBES (Fórum Brasileiro de Economia Solidária). É um grande momento de Formação para os que puderem estar presente. Quando chegarem à Santa Maria, vão direto à recepção, para o credenciamento que vai abrir a partir das 8h30min da manhã de quinta-feira. As Caravanas que chegarem na sexta-feira precisam chegar bem cedo para organizar o seu espaço na Feira e o credenciamento. É necessário passar primeiro no credenciamento e depois encaminhar-se para o espaço de Comercialização. O credenciamento abrirá às 7 horas neste dia 13/07/2018.

2 – Solicitamos que todos tragam agasalho para o frio, embalagens, calculadoras, material de uso pessoal, copo ou caneca, balança, nota fiscal dos produtos, cuias e térmicas para chimarrão. Tragam também as Bandeiras de seus Movimentos, Organizações, Estado e País para a 14ª Caminhada pela Paz e para a hora de abertura oficial da Feira. A Caminhada será conduzida de forma Autogestionária pelos Fóruns e Organizações participantes e pelo Levante Popular da Juventude e este ano passará por dentro da Feira a partir das 14h. Será um grande momento de animação e interação. Por favor que ninguém fique sentado e de braços cruzados na hora que a caravana passar. Anime-se e anime os outros. Não podemos deixar a esperança morrer.

3 – Para as Oficinas e Seminários: Solicitamos que todos os que necessitam de Data show tragam com o seu notebook. Em casos especiais a Feira poderá fornecer estes equipamentos. Quem puder trazer, será um favor e auxilará à Feira como um todo.

4 – Favor respeitar as grandes opções da Feira:

Não fumar no Território da 25ª FEICOOP

Não tomar e não trazer bebida alcoólica, refrigerantes a não ser o vinho colonial de forma moderada e os sucos da Agricultura Familiar. Favor não trazer refrigerante para dentro da Feira.

Zelar pela Feira Limpa. Colocar os resíduos no lugar certo e favor respeitar os Catadores/as responsáveis pelo cuidado dos Resíduos Sólidos e orgânicos do Evento.

Participar na medida do possível das atividades de Formação, Seminários e Oficinas, durante a Feira. Valorizar a Formação que acontecerá na 25ª FEICOOP com ricas experiências e intercâmbios que serão oportunizados.

A água é gratuita, favor não desperdiçar, pois é um Bem Universal que pertence a todas as pessoas. A gota d’água que você desperdiçar vai faltar no Planeta Terra.

Os bares da esquina não fazem parte da Economia Solidária. Adquira seus produtos no território da 25ª FEICOOP.

5 – ATIVIDADES GERAIS E PERMANENTES DE COMERCIALIZAÇÃO DIRETA

Dia 12/07/2018 – chegada das caravanas e não haverá comercialização

Dia 13/07/2018 – das 7h30min às 20h

Dia 14/07/2018 – das 7h às 20h

Dia 15/07/2018 – das 7h30min às 18h

6 – PARA OS EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS:

Favor observar os espaços distribuídos e ser solidário com o espaço dos outros.

Contribuir com as pesquisas que serão realizadas durante a Feira por várias Universidades e Entidades.

Responder a avaliação final e entregá-la com a porcentagem na Coordenação, próximo a recepção.

Entregar impreterivelmente a porcentagem de 10% no final da Feira, quando fechar sua banca, sobre a venda bruta, no local de Coordenação ao lado da Recepção, na entrada da Feira. Haverá fichas de controle de todos os participantes que estarão na Feira, para contatos posteriores. A sua contribuição ajudará muito este grande Evento.

7 – O ALMOÇO nos dias 12, 13, 14 e 15 será servido no Refeitório, nos fundos do prédio nº 01. Os cartões podem ser adquiridos com antecedência até às 10h no caixa no prédio nº 01 e com uma contribuição. O almoço será servido das 11h30min. às 14h. Se puderem observar este horário favorecem a equipe da cozinha. As orientações serão dada no local da entrega das fichas.

8 – PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO fica no Parque da Medianeira logo na entrada do Portão à direita quem chega na Feira.

9 – NOTA FISCAL: As pessoas e Entidades que necessitam de Nota Fiscal, favor dirigir-se ao Caixa no prédio nº 01 e levar um recibo da comprovação das compras no território da Feira, para emitir a nota fiscal. É importante reunir todas as despesas e emitir uma nota no final, para evitar desperdício de notas. Em caso especial se dialoga com os interessados. A nota será emitida com o que foi adquirido na Feira.

10 – QUANTO AO TRANSPORTE: É permitido utilizar o transporte de cada pessoa da caravana, de forma coletiva e organizada até os alojamentos, respeitando os horários planejados em grupo, tanto na ida, como no retorno. É necessário agendar antes, mas somente para grupos com a equipe do transporte no local da Feira.

Os GRUPOS CULTURAIS, também precisam organizar-se no horário do transporte nos 4 dias da Feira e marcar o transporte com antecedência com os responsáveis:
– Evanir Manfio: 55 98112 9312 – 3211 2299
– Juarez Piccini: 55 9996 8065
Local: Espaço do Transporte ao lado da Recepção no corredor na entrada da Feira.

11 – RÁDIO VOZES DA ESPERANÇA

Ao longo do dia no Território da 25ª FEICOOP. Este espaço é do Projeto Esperança/Cooesperança e poderá ser usado pelos visitantes, empreendimentos e Entidades a serviço da 25ª FEICOOP.

12 – INTERNET no local – Para acessar o Wi-Fi: 913018270, ao longo do prédio nº 01, Sala de Informática e nos fundos do prédio nº 01.

13 – Produtos da Economia Solidária e Agricultura Familiar Camponesa

Solicitamos com muita insistência que os Empreendimentos tragam produtos produzidos pelas suas organizações. Por favor, que ninguém traga produtos da Indústria Chinesa e similares, por que não pertencem aos produtos produzidos com os princípios da Economia Solidária e Agricultura Familiar. A nossa proposta assume o compromisso da venda direta e não de “atravessador”. É importante haver uma sintonia entre o que propomos e o que praticamos no nosso consumo responsável.

14 – Feira Limpa – A Economia Solidária deverá dar o exemplo da Feira Limpa. Solicitamos a todos para que contribuam com a “Feira Limpa” cuidando dos Resíduos Sólidos. Na impossibilidade de ter lixeira para todas as bancas, convidamos para a criatividade de cada grupo. Sugerimos ter uma sacolinha ou caixa para recolher o seu material e no final do dia dar o destino correto para o mesmo. Cada um é convidado para trazer caneca, sacola e material de uso pessoal, e evitar o acúmulo de materiais descartáveis em grande quantia. A Feira Limpa é nossa meta e faz parte dos Princípios de Economia Solidária de quem acredita e ajuda a construir um Planeta Sustentável e a cultura do Bem Viver. A sua participação é muito importante.

15 – Contribuição consciente – 10% (Dez por cento)

Para todos os Empreendimentos de Economia Solidária e Agricultura Familiar a contribuição será de 10% SOBRE A VENDA BRUTA, de forma comprometida, honesta e consciente. Este é um desafio que precisamos assumir coletivamente. A porcentagem deverá ser entregue no espaço da Coordenação, logo após o Stand da recepção na entrada da Feira, antes de se retirar da Feira. As fichas de avaliação serão distribuídas em cada banca pelos Coordenadores dos Segmentos. Temos certeza total e absoluta de que todos vão dar a sua justa e consciente contribuição, participando assim do enorme desafio de realizar a Feira que chega na 25ª edição com a cabeça erguida. É um processo histórico de construção coletiva, participativa, autogestionária e em vista da “Transformação pela Solidariedade”. É o mundo Novo que vai surgindo com o compromisso de todas as pessoas.

16 – A Solidariedade no espaço físico:

Nós sabemos o quanto é desafiador a falta do espaço físico, mesmo que a cada ano é ampliado e melhorado alguma parte. Sabemos que todos fazem questão de vir à Santa Maria e participar da Feira de Economia Solidária que é um encontro fortalecedor para nossas lutas e desafios. O espaço é insuficiente. Nós ampliamos o que é possível. Convidamos à todos os Empreendimentos que sejam solidários com o espaço e organizem os seus produtos da melhor maneira possível, não necessariamente colocar tudo em cima das mesas. Uma bonita apresentação dos produtos é fundamental, mas o restante pode deixar embaixo das mesas ou nos espaços de estoque nos seus veículos. A solidariedade amplia até os espaços com sua participação e consciência solidária.

Boas Vindas à Santa Maria que os acolhe com alegria, entusiasmo e muita animação. Santa Maria por ocasião da Feira Internacional do Cooperativismo e da Economia Solidária se torna a Capital Mundial de Economia Solidária. Boas Vindas! Sintam-se em casa.

Viva a 25ª FEICOOP! Viva o 3º Fórum e a 3ª Feira Mundial de Ecosol!

Santa Maria, RS, Brasil, 10 de julho de 2018

A Comissão Organizadora dos Eventos Internacionais do Cooperativismo e da Economia Solidária – 2018”

CLIQUE AQUI E CONFIRA A PROGRAMAÇÃO CULTURAL DA FEIRA.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A PRÉ-PROGRAMAÇÃO DE SEMINÁRIOS, OFICINAS E REUNIÕES DA 25ª FEICOOP.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *