EconomiaJornalismoMídiaNegócios

MÍDIA. Mais 300 demissões e apenas três revistas mantidas. Mercado já projeta o fim da Editora Abril?

Do portal especializado COLETIVA.NET, com imagem de Divulgação

Após a demissão de 500 funcionários em março deste ano, entre setores administrativo, financeiro e jornalístico, a Editora Abril poderá deixar de contar com mais 300 colaboradores. A possível crise da empresa, que chegou à tona quando vendeu sete títulos ao Grupo Caras, em 2015, dentre eles a Contigo!, deve extinguir a maioria das revistas do grupo.

São muitas as informações no mercado de que haverá apenas três exceções, que poderão ser Claudia, Exame e Veja. Atualmente, o grupo possui 20 títulos, dentre eles Casa Claudia, Capricho (versão online), Elle, Mundo Estranho, Placar, Quatro Rodas e Superinteressante. Conforme a PWC, auditoria externa da Editora Abril, no ano passado, a empresa teve prejuízo de R$ 331,6 milhões – valor 140% maior do que em 2016.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

LEIA TAMBÉM

Editora Abril, que publica Veja, teve prejuízo de R$ 331,6 milhões em 2017”, do portal especializado PODER360 (AQUI)

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. A capa da Veja desta semana é uma prova de que o jornalismo praticado por esta empresa é de muito baixa qualidade, não é surpresa que esteja falida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo