SOLIDARIEDADE. Irmã Lourdes Dill, os indígenas de Iraí e os alimentos entregues também por Santa Maria

SOLIDARIEDADE. Irmã Lourdes Dill, os indígenas de Iraí e os alimentos entregues também por Santa Maria

SOLIDARIEDADE. Irmã Lourdes Dill, os indígenas de Iraí e os alimentos entregues também por Santa Maria - irmã-lourdes-índiosA fome que clama ao céu 

 Pela Irmã LOURDES DILL, Coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, com fotos de Divulgação

No domingo, dia 15 de julho de 2018, no último dia da 25ª FEICOOP fui interpelada pelo Frei Sergio Görgen, do MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores) a nos desafiar para um gesto concreto, profético e solidário em favor da Comunidade Indígena Kaigang de Iraí, RS, com mais ou menos 150 pessoas entre as quais muitas crianças, com fome.

É uma Comunidade Indígena que simplesmente passa fome, o que clama ao céu, pois o alimento é um Direito Humano!

Fizemos uma arrecadação de alimentos somados ao que havia sobrado da 25ª FEICOOP e na segunda-feira pela manhã, solicitamos para outros parceiros da cidade. Conseguimos juntar 300 kg de alimentos não perecíveis. Fomos bater na porta do Banco de Alimentos de Santa Maria e generosamente recebemos mais 215 kg de alimentos o que então deu uma soma total de 515 kg para esta comunidade.

Estes alimentos foram levados pelo dirigente do MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores), Marcos Joni e Graciely Pleckthe e com o combustível pago também por esta entidade, com apoio do Frei Sergio Görgen. Foi um grande desafio vir de Seberi a Santa Maria, retirar os alimentos e entregá-los para esta Comunidade Indígena Kaigang tão pobre, simplesmente com fome, apelando aos amigos e pessoas sensíveis e solidárias de Santa Maria.

Gostaríamos muito que o Poder Público de Iraí, bem como as Igrejas de lá e a Sociedade, tomassem para si esta grande responsabilidade. Por outro lado, solicitamos à todas as pessoas generosas de Santa Maria que continuem com as doações de alimentos para o Banco de Alimentos de Santa Maria, para o Banco da Esperança e o Projeto Esperança/Cooesperança que atende muitas pessoas famintas também em Santa Maria.

Se fosse possível, gostaríamos de viabilizar uma segunda remessa de alimentos para Iraí em final de agosto de 2018, mas vamos depender da generosa colaboração de todos.

Agradecemos a todos os que contribuíram generosamente com estes alimentos que foram enviados em nome da 25ª FEICOOP do Projeto Esperança/Cooesperança da Arquidiocese de Santa Maria com especial participação do Banco de Alimentos de Santa Maria com os 215 k de alimentos e pelo MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores) que viabilizou o transporte dos mesmos até Iraí, RS, num total de 515 kg, entregues para a Comunidade Indígena Kaigang.

Que Deus recompense a todos pela generosa contribuição e dedicamos à todos o sábio Provérbio Africano: ”muita gente pequena, em muitos lugares pequenos, fazendo coisas pequenas, mudarão a face da Terra”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *