Destaque

TRÂNSITO. Corregedoria da Guarda Municipal apura atuação de agentes em acidente com colega de farda

Do site da Rádio Medianeira, em texto de FABRÍCIO MINUSSI e com imagem de Reprodução

A Corregedoria da Guarda Municipal de Santa Maria vai investigar a conduta de pelo menos seis agentes que estavam de plantão, na madrugada do último domingo, por conta do atendimento a um acidente de trânsito ocorrido na  Rua Assis Brasil, quando um veículo invadiu a calçada por volta das 4h e derrubou duas árvores. Duas guarnições da Guarda Municipal foram deslocadas para atender chamado do condutor pelo telefone 153.

Os agentes da Prefeitura compareceram ao local (imagem acima) e rebocaram o veículo em que o condutor também é agente da Guarda Municipal e servidor efetivo do Município desde 2002. As informações são da RBS TV. O atendimento foi filmado por uma moradora do Bairro Itararé, que estranhou o fato da Brigada Militar (BM) não ter sido acionada.

A denunciante também disse que o condutor do carro acidentado apresentava sinais de embriaguez e que o veículo foi retirado do local por um dos guardas municipais que atendeu à ocorrência, após ter sido guinchado por uma viatura. O guarda municipal dono do carro não será investigado, pois ele não estava de serviço. O caso também não foi registrado na Polícia, sob a alegação de se tratar de uma ocorrência apenas com danos materiais.

Em entrevista à Rádio Medianeira nesta quarta-feira (25), o presidente da Associação dos Guardas Municipais de Santa Maria, Delmar Sisti, disse que o atendimento prestado pelos agentes na ocorrência foi padrão, que quando ocorre um acidente de trânsito sem lesões corporais, que o caso não precisa ser registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e que os guardas que atenderam o chamado não confirmaram o estado de embriaguez, relatado pela denunciante, que levou o caso até à Ouvidoria da Prefeitura.

Clique AQUI e ouça a entrevista com o presidente da Associação dos Guarda Municipais de Santa Maria.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Atendimento pOdrão.
    Chegar, olhar, não dá nada, te vira magrão… e o dono fica olhando seu veículo embaixo da árvore.

    O sr. Sisti poderia trazer o testemunho de dezenas de pessoas que tiveram dois veículos atendendo um acidente de trânsito e onde eles ajudaram a remoção do veículo. Calaria a boca dos palpiteiros.

    Só falta deixaram de de fazer atendimento Padrão a partir de agora. Acho que o do colega foi o último.
    #SEI!

  2. Atendimento PADRÃO: as guarda vem, reboca e retira teu veiculo de onde ele estiver.
    Serviço de Primeiro Mundo!
    Não esqueçam deste atendimento.

  3. Por isto que na época da campanha para a prefeitura foi comentado que ‘aumentar a participação da GM na segurança pública’ era roubada. Também comentou-se da transferência de atribuição sem repasse de recursos.

  4. A GM é um monstrengo, um simulacro de polícia sem poder algum, que ainda vai dar muita dor de cabeça para a Prefeitura e para os santa-marienses. Isso foi só o começo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo