CÂMARA. Tentativa até que houve, mas vereadores não terão smartphones top de linha no próximo ano

CÂMARA. Tentativa até que houve, mas vereadores não terão smartphones top de linha no próximo ano

CÂMARA. Tentativa até que houve, mas vereadores não terão smartphones top de linha no próximo ano - maiquel-câmara-smart

Hoje, edis recebem, em sistema de comodato, um Samsung Galaxy S7. Ideia era conseguir, em meados de 2019, aparelhos mais robustos

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Arquivo), da Equipe do Site

Entre os benefícios que os vereadores de Santa Maria possuem está uma quota de telefonia móvel e fixa até o valor anual de R$ 6,6 mil. Atualmente, cada parlamentar tem direito a um smartphone Samsung Galaxy S7, em regime de comodato. O objetivo do Parlamento é trocar os aparelhos por celulares top de linha, em julho de 2019, quando se encerra o atual contrato com a operadora Claro. Porém, o sonho de consumo deverá ficar pelo caminho.

O Legislativo lançou duas licitações este ano, uma em julho e outra em outubro, para a contratação de um novo serviço de telefonia móvel, que também inclui internet e comodato dos aparelhos. Em ambas não surgiram empresas interessadas.

No primeiro pregão, cujo valor estimado era de R$ 392.702,90, o objetivo era adquirir, em regime de comodato, 27 aparelhos com chips em plano pós-pago. Entre as exigências, estavam smartphones de dois chips; display mínimo de 5.1 polegadas; resolução de gravação mínima UHD 4K; memória interna mínima de 32GB; câmera traseira de 12 MB (mínimo) e frontal de 5MB (mínimo); processador Octa Core 2.3GHz (mínimo); sistema operacional Android ou iOS; e bateria com conversação de, no mínimo, 8h e espera mínima de 225h.

Já na segunda tentativa, o Parlamento foi mais humilde e o valor estimado do contrato caiu para R$ 381.379,20. Desta vez, foi aberta a possibilidade de os 27 smartphones terem um ou dois chips; e processador Octa Core 2.2GHz (mínimo). A exigência de tecnologia 4K para gravações foi excluída, assim como a alta capacidade da bateria. Contudo, foram mantidas as resoluções da câmera traseira e da câmera de selfie, assim como a memória interna mínima de 32GB.

As especificações da primeira licitação eram próximas do aparelho Samsung Galaxy S9, lançado em fevereiro. Já o pregão seguinte trouxe configurações semelhantes ao modelo Galaxy S8, lançado ano passado.

“Como as duas primeiras licitações foram desertas, teremos que limitar novamente a tecnologia dos aparelhos. Estamos trabalhando em cima do termo de referência e o novo edital será publicado nos próximos 15 dias”, relata a secretária geral da Câmara, Andreia Turna.

O novo contrato de telefonia móvel terá vigência de 12 meses, a partir da data de assinatura, e poderá ser prorrogado por iguais períodos, até no máximo 60 meses.

Conforme a Resolução Legislativa 7/2017, além dos vereadores, é disponibilizada uma linha individual de telefonia móvel (para fins de uso exclusivo a serviço da Câmara) para o chefe do gabinete da presidência, secretário-geral, procurador jurídico e agentes de transportes de carros oficiais da Casa.



2 comentários

  1. O Brando

    É uma das pragas que assola a classe política. Nós-cegos que se comportam como executivos de grandes empresas só porque ganharam votos.
    Pelos sistemas operacionais citados não excluíram a Apple.
    Conclusão é que só iria servir para fazer balaca, não utilizariam/não saberiam utilizar 10% dos recursos do equipamento. Ou seja, não é necessidade, é status. Com dinheiro público.

  2. joao

    É sério que se pretendia gastar mais de 380 mil nisso?

    Vejam só, no varejo um Galaxy S9 custa menos de 4 mil. Então, 30 telefones custariam no máximo 120 mil reais.

    Com menos de 100 reais por mês se consegue planos com internet e ligações nacionais ilimitadas para qualquer operada. Teríamos 100 Reais vezes 30 telefones vezes 12 meses, dano 32.400 mil reais em um ano.

    Acrescentando mais uns 600 reais para compra de 30 chips, se gastaria em um ano 153 mil reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *