Eleições 2018JornalismoMídiaPolítica

MÍDIA. Guaíba confirma que Juremir segue na rádio, mas fora do programa em que Bolsonaro o censurou

Do portal especializado COLETIVA.NET, com foto de Reprodução

A direção-geral da rádio Guaíba, representada por Nando Gross, confirmou ao Coletiva.net que Juremir Machado (foto ao lado, de Reprodução) decidiu não voltar à apresentação do programa ‘Bom dia’, mas seguirá na emissora. O jornalista DEIXOU  a atração na manhã desta terça-feira, 23, ao vivo, após alegar censura por parte do entrevistado de hoje, o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), que informou que só daria entrevista ao âncora Rogério Mendelski. Esta informação, no entanto, não havia sido repassada previamente pela produção aos demais colegas.

O caso ganhou forte repercussão na mídia e nas redes sociais, nas quais profissionais da área e ouvintes manifestaram suas opiniões sobre a atitude do jornalista. O coordenador do curso de Jornalismo da Escola de Comunicação, Artes e Design – Famecos, da PUC, Fábian Chelkanoff, publicou uma nota de solidariedade ao colega que leciona na universidade. “Nós, jornalistas e professores de Jornalismo, colegas de Juremir Machado da Silva, nos solidarizamos com ele e com a sua atitude de se retirar do programa ‘Bom Dia’, da rádio Guaíba. Reiteramos que isso não se trata de uma posição política partidária, e sim, a defesa de uma profissão que a cada dia é atacada e desmoralizada”, escreveu.

Entidades representativas, como o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (Sindjors) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), também prestaram solidariedade ao profissional. “Um candidato à presidência que não aceita ser questionado e escolhe seus interlocutores não serve para a democracia. A liberdade de imprensa e o trabalho ético do jornalista constituem um bem fundamental para a democracia e é obrigação de qualquer cidadão respeitar, especialmente aqueles que pretendem alçar ao cargo de chefe de uma nação.”

Nas redes sociais, a opinião é dividida entre os que concordam com a atitude de Juremir e os que a condenam. Ainda, jornais, revistas e portais de notícias em âmbito nacional repercutiram o fato, como Terra, Veja, Carta Capital, Uol, Revista Fórum e G1.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo