PARTIDOS. PDT aponta “contradições” do prefeito Pozzobom e cobra explicações sobre o financiamento

PARTIDOS. PDT aponta “contradições” do prefeito Pozzobom e cobra explicações sobre o financiamento

PARTIDOS. PDT aponta “contradições” do prefeito Pozzobom e cobra explicações sobre o financiamento - maiquel-pedetistas

Executiva do PDT, reunida no Restaurante Augusto (da esquerda para a direita), antecipou nota divulgada horas depois: Vera Lúcia Baptista, Luci Duartes, Selvino Cogo, Henrique Heinz, Marcelo Bisogno, Nicolas Xavier, Rogério Ferraz e Osvaldo Quevedo

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

O PDT endureceu o discurso contra o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB). A Executiva do partido realizou uma reunião-almoço, no Restaurante Augusto, nessa segunda-feira (5), e, horas depois, divulgou uma nota com críticas e questionamentos à Administração Municipal.

O encontro da Executiva tinha por objetivo avaliar o desempenho no pleito de outubro e também traçar os próximos passos da sigla.

“Reafirmamos como posição oficial nossa candidatura para a Prefeitura, uma grande nominata para a Câmara de Vereadores e a formação de um grande projeto inovador para nossa cidade”, afirma o presidente municipal da legenda, Marcelo Bisogno.

A Executiva também considera que, de certa forma, o resultado das urnas foi positivo para o partido. Na leitura dos pedetistas, a agremiação aumentou sua força nacional, uma vez que a bancada pedetista na Câmara dos Deputados passou de 19 para 28 parlamentares.

“Nosso tempo de rádio e televisão, para a próxima eleição municipal, passou de 28 segundos para, no mínimo, 1 minuto e 10 segundos”, ressalta Bisogno.

Em relação à Prefeitura, o PDT divulgou uma nota oficial em que busca esclarecimentos junto ao Executivo sobre a situação financeira da Administração Municipal.

Entre os questionamentos, está a questão do empréstimo de até R$ 78 milhões com a Caixa para tapar a buraqueira. O PDT lembrou que o prefeito foi até o Legislativo dizer que não havia dinheiro para resolver o problema, porém a operação tapa-buracos começou antes de a Prefeitura receber os valores do financiamento.

Confira a nota do PDT:

1- Em que condições o atual prefeito recebeu financeiramente o município? 

2- Quanto existia no caixa no dia 1º de janeiro de 2017?

3- Quanto recebeu a prefeitura na troca da rede bancária na folha de pagamento dos servidores?

4- A renovação do contrato com a Corsan, estipulada em R$ 50 milhões já estão nos cofres do município?

5- Prefeito esteve na Câmara de Vereadores, relatando que o estado de calamidade nas ruas de Santa Maria, tinha como motivo principal toda a buraqueira na cidade a falta total de dinheiro, sem recursos para realizar a recuperação das vias e uma operação tapa-buracos, por esse motivo seria imprescindível a autorização do legislativo para o empréstimo de R$ 78 milhões. O prefeito falou a verdade em não ter recursos, ou deixou chegar ao “caos” às ruas da cidade, apenas pensando no gigantesco e comprometedor empréstimo?

6- Qual a explicação do prefeito Jorge Pozzobom que mesmo antes do empréstimo ser liberado, ele iniciou uma operação tapa-buracos, e recuperação de vias? Até a autorização da Câmara, não havia dinheiro segundo o prefeito, logo após a aprovação, ele começou a recuperação na cidade?

7- Queremos deixar nossa posição bem clara, somos favoráveis aos bons projetos, favoráveis sim a operação das vias da nossa cidade, estamos apenas questionando as atitudes do prefeito com seu discurso na Câmara e na cidade, queremos respostas, não podemos imaginar que o prefeito tenha deixado a cidade chegar ao ponto que chegou ao estado de conservação das vias, apenas como estratégia para a liberação do empréstimo comprometedor para o futuro de Santa Maria.

PDT reafirma sua posição política na cidade.

SOMOS OPOSIÇÃO COM RESPONSABILIDADE!!!

Executiva Municipal PDT

Marcelo Zappe Bisogno

Presidente



3 comentários

  1. Boca Grande

    Qual o bobo que não sabia que foi tudo jogada ensaiada para se reeleger, agora recupera todos as ruas que ta certo, e o povo vota nele de novo, ai sabe o que vai acontecer vai virar num caus novamente e o choro vai ser o mesmo, depois o outro que se esploda, com a divida pra paga, e sem dinheiro pra nada, é isso ai enquanto tiver reeleição, não tem como mudar, o mandato devia de ser de cinco anos e zé fini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *