Destaque

FLASH. Manifestantes ocupam plenário da Câmara

Militantes da Frente Única de Trabalhadores de Santa Maria ocupam (foto acima), há cerca de uma hora o plenário da Câmara de Vereadores. Eles interromperam a sessão do Legislativo em que, entre outras questões, se discute a moção assinada pelo emedebista João Kaus, favorável ao projeto de lei da chamada “Escola sem Partido”.

Nesse momento, conforme relato (e as fotos que ilustram esta nota) do repórter Maiquel Rosauro (que, mais tarde, trará ampla cobertura dos fatos que se dão nesta tarde no parlamento), há uma reunião (foto abaixo) da Mesa Diretora com alguns manifestantes, visando ao fim da ocupação.

Mas não são apenas militantes da “Frente Única” que se encontram no Palacete da Vale Machado. Nas galerias, há um contingente importante do Sindicato dos Professores Municipais e também um grupo de militantes de agremiações de Direita, favoráveis à moção.

Aguarde mais informações.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Mudança, progresso, evolução, direitos, liberdade, nada se conquista sem luta, briga, atrito, ocupação e uma boa dose de agressividade. A passividade diante de tudo o que está acontecendo, e da maneira como acontece, não vai resolver nada. O avanço dessas barbaridades precisa ser combatido. Não sei detalhes da “ocupação”, mas parabéns aos envolvidos. E que nos inspiremos nos franceses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo