PrefeituraSanta MariaTrânsito

RUA SETE. Com DNIT, o cumprimento de decisão da Justiça. Com Mourão, busca de apoio para alternativa

Com o engenheiro do DNIT, o cumprimento da decisão judicial. Já no encontro com Hamilton Mourão (no detalhe), o pedido de apoio

Por MARIANA FONTANA (com fotos de Divulgação), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Mesmo tendo que cumprir a decisão judicial que determinou o fechamento da passagem de nível da Rua Sete de Setembro – sob pena de ter que pagar uma multa no valor de mais de R$ 15 milhões pelo descumprimento – o prefeito Jorge Pozzobom segue empenhado em buscar alternativas para reverter a medida. Em agenda em Brasília nesta terça-feira (22), o chefe do Executivo Municipal esteve reunido com o presidente em exercício, general Hamilton Mourão, para tratar sobre o tema.

“Conversei com o general Mourão e ele disse que vai tratar pessoalmente deste assunto. Ele já designou um assessor para acompanhar o assunto. Eu não desisto nunca. Nós vamos resolver essa questão da Rua Sete de Setembro”, enfatizou o prefeito Pozzobom.

Antes da agenda com Mourão, Pozzobom esteve reunido com o engenheiro do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Marcelo Chagas, onde apresentou documentos que comprovam que a Prefeitura  cumpriu todas as exigências do bloqueio da Rua Sete de Setembro. Na oportunidade, o prefeito pediu que seja extinto, imediatamente, o convênio (firmado em 2004 e que determinava o fechamento), para que o Município possa extinguir o processo judicial e, assim, evitar o pagamento da multa.

Logo após o encontro com Chagas, Pozzobom esteve com o presidente em exercício, Hamilton Mourão, onde expôs toda a situação envolvendo a Rua Sete de Setembro. Na ocasião, o prefeito explicou ao presidente que o Município irá apresentar à Agencia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) um projeto de passagem de nível alternativa para a via.

PARA LER NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo