CÂMARA. Dos 21 vereadores, quatro abdicaram de diárias no ano passado. Confira os gastos individuais

CÂMARA. Dos 21 vereadores, quatro abdicaram de diárias no ano passado. Confira os gastos individuais

CÂMARA. Dos 21 vereadores, quatro abdicaram de diárias no ano passado. Confira os gastos individuais - maiquel-diárias

Daniel Diniz, Deili Silva, Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás e Ovídio Mayer (da esquerda à direita): sem gastos com diárias em 2018

Por MAIQUEL ROSAURO (com montagem sobre fotos de Divulgação/AICV), da Equipe do Site

Os vereadores de Santa Maria receberam R$ 61.621,00 em diárias, ano passado. O valor é semelhante ao registrado em 2017, com gasto total de R$ 60.721,45 (AQUI). A diferença é que menos parlamentares utilizaram o benefício nos últimos 12 meses.

Em 2017, apenas Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB) não havia recebido diárias. Em 2018, o socialista voltou a não utilizar o benefício, sendo seguido por Daniel Diniz (PT), Deili Silva (PTB) e Ovídio Mayer (PTB).

“Não fiz uso de diárias porque consegui resolver todas as questões e situações, que envolveriam viagens, por telefone e WhatsApp. Além disso, aproveitei a vinda de deputados à cidade para resolver questões parlamentares”, afirma Alemão do Gás.

Diniz explica que, ano passado, optou por não viajar em razão do ritmo intenso de sua jornada como presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e presidente da Comissão Especial que discutiu o Plano Diretor.

“Isso acabou exigindo muito a minha presença na Câmara. Grande parte das pessoas não tem noção do trabalho realizado na CCJ. Foi um ano bem difícil, de muito aprendizado devido complexidade dos temas tratados”, relata o petista.

Contudo, Diniz ressalta que todas as viagens dos vereadores têm sua importância para trazer melhorias para a cidade. Este ano, após o fim do recesso no Legislativo, ele pretende ir até Pelotas, juntamente com Deili e Juliano Soares – Juba (PSDB), para conhecer a estrutura do Departamento de Trânsito.

Deili, por sua vez, alega que a motivação para não ocorrer gastos com diárias em viagens ocorreu pelo fato de seu gabinete estabelecer o máximo de contatos por intermédio de telefone e e-mail.

“Outro fato é que, muitas vezes, se precisamos encaminhar algum documento ou obter alguma informação adicional, aproveitamos a viagem de algum colega, preservando assim o dinheiro público”, argumenta Deili.

Já Ovídio aponta a tecnologia como a responsável por ter não tido gastos com diárias em 2018.

“Meus contatos são com o deputado estadual Luís Augusto Lara (PTB) e com o, agora, deputado federal Pedro Westphalen (PP), os quais converso direto em Santa Maria ou pelo WhatsApp. Mas, se necessário, viajarei. Outros necessidades creio em solução local”, diz o petebista.

Presidência

Assim como ocorreu em 2017, quando Admar Pozzobom (PSDB) presidiu a Casa, foi o presidente de 2018, Alexandre Vargas (PRB), quem registrou o maior gasto com diárias, com um total de R$ 8.548,50.

“Quando o presidente viaja tem maior peso, porque ele representa todos os vereadores de uma cidade inteira”, analisa Vargas.

Entre as conquistas oriundas das viagens, inclusive com a presença de outros parlamentares, Vargas cita a nova sede do Instituto Geral de Perícias (IGP), no qual o Legislativo fez uma forte pressão no governo do Estado; cerca de R$ 2 milhões em emendas para Santa Maria obtidas com viagens junto a Vanderlei Araujo (PP) e Marion Mortari (PSD); desburocratização para o recebimento de duas ambulâncias; suspensão do processo da Rumo que reivindicava reintegração de posse em imóveis de cerca de 4 mil famílias santa-marienses (em Brasília os vereadores participaram da audiência de reconciliação para o município de Cruz Alta, com benefícios para Santa Maria); emenda de R$ 600 mil da então senadora Ana Amélia Lemos (PP) para a saúde, sendo que R$ 300 mil já foram destinados ao município e os outros R$ 300 mil serão depositados este ano; emenda do deputado federal Carlos Gomes (PRB), de aproximadamente R$ 300 mil; e uma emenda do deputado federal Danrlei de Deus (PSD) para a cobertura de uma escola.

Valores

O valor pago pelas diárias está relacionado com a distância do destino. Uma diária de vereador, para Porto Alegre, por exemplo, tem o valor de R$ 356,00. Para fora do Rio Grande do Sul, uma diária sai por R$ 534,00. Para mais detalhes, clique AQUI.

As diárias pagas para parlamentares e servidores podem ser visualizadas no Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Santa Maria. Para realizar a sua própria pesquisa, clique AQUI).

Abaixo, confira quanto cada vereador recebeu em diárias ao longo do ano passado.

Nome – Valor pago em diárias em 2018

Alexandre Vargas (PRB) – R$ 8.548,50

Marion Mortari (PSD) – R$ 7.301,45

Vanderlei Araújo (PP) – R$ 7.300,55

Adelar Vargas – Bolinha (MDB) – R$ 6.946,95

Jorge Trindade – Jorjão (REDE) – R$ 6.678,60

Admar Pozzobom (PSDB) – R$ 4.719,40

Celita da Silva (PT) – R$ 3.829,10

João Kaus (MDB) – R$ 3.205,80

Manoel Badke – Maneco (DEM) – R$ 2.938,35

Juliano Soares – Juba (PSDB) – R$ 2.403,90

João Chaves (PSDB) – R$ 1.959,65

Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) – R$ 1.959,65

Cida Brizola (PP) – R$ 1.691,30

Valdir Oliveira (PT) – R$ 890,75

André Domingues – Deco (PSDB) – R$ 534,45

Luciano Guerra (PT) – R$ 534,45

Francisco Harrisson (MDB) – R$ 178,15

Daniel Diniz (PT) – R$ 0

Deili Silva (PTB) – R$ 0

Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB) – R$ 0

Ovídio Mayer (PTB) – R$ 0

Total – R$ 61.621,00



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *