APRENDIZADO. Segundo a maior feira de varejo do planeta, a “melhor experiência de compra” é o mantra

APRENDIZADO. Segundo a maior feira de varejo do planeta, a “melhor experiência de compra” é o mantra

APRENDIZADO. Segundo a maior feira de varejo do planeta, a “melhor experiência de compra” é o mantra - sindilojas-2

Primeira edição da Confraria Lojista, promoção do Sindilojas, e as novidades da maior feira de varejo do mundo, realizada em Nova Iorque

Por GUILHERME BICCA (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do Sindilojas

“A troca de produto por dinheiro acabou. O consumidor quer uma melhor experiência de compra. Quem não se propor a oferecer experiências, vai morrer assim como muitas das grandes redes americanas que já morreram”. A frase sintetiza muito bem as quase duas horas de apresentação do diretor do Senac Santa Maria, Adriano Santolin, na primeira Confraria Lojista do ano, realizado na última terça (9), que trouxe “Insights da NRF 2019 – A Maior Feira de Varejo do Mundo”.

A plateia, formada cerca de cinqüenta lojistas e também acadêmicos e professores do curso de Gestão Comercial, da Faculdade Integrada de Santa Maria (Fisma), teve acesso a tudo que ocorreu durante a missão empresarial organizada pelo Senac à Nova Yorke durante a realização da feira.

Novas tecnologias, novos métodos de gestão, formas de proporcionar novas experiências, opções de personalização de produtos estavam entre os “cases” apresentados em fotos e vídeos colhidos de uma imersão de dez dias pelos principais e mais inovadores players varejistas da maior cidade do mundo.

Mas, por fim, o recado mais valioso da Confraria, em meio a tantas inovações tecnológicas e de processos, foi também o mais surpreendente: “Qual é o bem mais precioso do varejo? Não, não é o cliente”, indagou, Santolin. “É o colaborador”, respondeu. De todas as lições que a NRF deu ao mundo em 2019, a principal gira em torno da humanização do comércio. “Investir no colaborador, investir em capacitação, na humanização dos processos. É o que vai fazer a sua empresa se destacar das demais”, concluiu Santolin.

Enquanto há um mundo de desavisados pensando que o futuro está na robotização do atendimento e dos processos, a tendência aponta para o caminho contrário: humanizar o comércio para que a partir dessa humanização haja a oferta não só de produtos e serviços, mas de experiências, troca e aprendizado. Esse foi o recado da primeira Confraria Lojista de 2019. Até a próxima.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *