DIA DAS MÃES. Pesquisa revela intenção de compra maior em 2018. De olho nisso, lojas abrem no domingo

DIA DAS MÃES. Pesquisa revela intenção de compra maior em 2018. De olho nisso, lojas abrem no domingo

DIA DAS MÃES. Pesquisa revela intenção de compra maior em 2018. De olho nisso, lojas abrem no domingo - sindilojas-comércio-abertoPor GUILHERME BICCA (com foto Freepik), da Assessoria de Imprensa do Sindilojas 

O consumidor gaúcho pretende gastar mais no presente de Dia das Mães em 2019 do que no ano passado. É o que revelou a pesquisa realizada pela Fecomércio-RS que chegou ao valor de R$ 180,00 como ticket médio das compras para a data. A pesquisa foi realizada nos principais municípios gaúchos, dentre eles Porto Alegre, Caxias do Sul, Ijuí, Pelotas e Santa Maria.

Com olhos na disposição em gastar mais esse ano, o comércio deve funcionar a pleno vapor no próximo domingo (5). Além de ser o último domingo antes do Dia das Mães, a Feira do Livro, que acontece na Praça Saldanha Marinho, deve garantir o bom movimento no centro da cidade. O horário sugerido para o funcionamento é das 13h às 19h.

Como os domingos são liberados pelo Código de Posturas do Município, a mão de obra pode ser contratada sem necessidade de pagamento de prêmio ou envio de lista assinada para os sindicatos, a exemplo do que acontece nos feriados aprovados em Convenção. O lojista deve, por certo, observar o cumprimento das normas previstas na CLT.

Mais sobre a pesquisa

Além do valor que os gaúchos estão dispostos a pagar, a pesquisa realizada pela Fecomércio-RS mostrou que itens de vestuário estão em primeiro lugar na lista de interesse dos filhos em presentear as mães. Perfumes e cosméticos ocupam a segunda posição seguido dos eletroeletrônicos e eletrodomésticos. Fechando a lista, os calçados.

Mas o dado mais interessante diz respeito aos locais prediletos para realizar a compra: 60,3% dos entrevistados dizem preferir as lojas de centro da cidade para pesquisar preços e comprar os presentes. Os shoppings são a segunda opção, com 24,2%.

A pesquisa foi realizada entre 14 e 23 de março e entrevistou um total de 385 participantes de diferentes situações sócio-econômicas. Você pode verificar o resultado da pesquisa na íntegra (clicando) AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *