EconomiaEconomia Solidária

FEICOOP. Cerca de 30 agricultores assentados, com suas 10 bancas, compõem ‘Túnel da Reforma Agrária’

Túnel da Reforma Agrária, com uma dezena de bancas, localizado no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do Evento

Cerca de 30 agricultores oriundos de assentamentos e acampamentos gaúchos expõem seus produtos no Túnel da Reforma Agrária, na 26ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop), em Santa Maria. São em torno de dez bancas organizadas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

O produtor rural Idalêncio Machado participa quase todos os anos da Feicoop. Nesta edição, ele apresenta produtos de sua propriedade, no Assentamento Conquista de Luta, em Itacurubi-RS.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO FINAL DE SEMINÁRIOS E OFICINAS

“Eu trouxe mudas de couve, limãozinho, bergamota e laranja de suco. Além de ovos e doce de leite, que já saíram tudo”, festeja Machado.

Na banca do produtor rural também estão produtos de outras 13 famílias da associação formada no assentamento, sobretudo, bolachas e biscoitos. No Túnel da Reforma Agrária também é possível encontrar diferentes qualidades de feijão, mandioca, amendoim, melado, geleias, pães, ervas medicinais, sucos e muito mais.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO FINAL DE ATIVIDADES CULTURAIS

Hoje é o primeiro dia de comercialização na Feicoop, que fica aberta até as 20h. O evento ocorre até domingo (14), no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo