SALA DE DEBATE. Rebelião e massacre no Norte, Bolsonaro e a OAB, “fuga” de cérebros de Santa Maria

SALA DE DEBATE. Rebelião e massacre no Norte, Bolsonaro e a OAB, “fuga” de cérebros de Santa Maria

SALA DE DEBATE. Rebelião e massacre no Norte, Bolsonaro e a OAB, “fuga” de cérebros de Santa Maria - sala-15

Editor (E), mediador Roberto Bisogno (D) e convidados: Marcelo Arigony, Antonio Carlos Lemos e Péricles Costa (foto Gabriel Cervi Prado)

COM CORREÇÃO DE INFORMAÇÃO ÀS 23H30

Não que seja exatamente novidade, mas não custa registrar: sobrou animação no “Sala de Debate” de hoje, na Rádio Antena 1, entre meio dia e 1 e meia da tarde. E olha que os temas, como habitualmente, foram para lá de sérios, e com discussão mediada, como sempre, por Roberto Bisogno. Participaram, além deste editor e dos ouvintes (via WhatsApp), os convidados do dia, Marcelo Arigony, Antonio Carlos Lemos e Péricles Lamartine Palma da Costa.

Mas, afinal, do que se tratou no programa? Para começar, a recorrente (porque há precedentes recentes, naquela região do País) rebelião que vitimou mais de 50 detentos em penitenciária de Altamira, na Amazõnia. Também, claro, repercutiu a odiosa manifestação do Presidente da República, a pretexto de critica a OAB, sobre a morte, torturado pela ditadura, do dirigente máximo da Ordem dos Advogados do Brasil. Por fim, um bom tempo e uma discussão interessante se travou acerca da já notória “fuga de cérebros” criados e/ou formados em Santa Maria.

PARA OUVIR O “SALA” DE HOJE, BLOCO POR BLOCO, CLIQUE NOS LINQUES ABAIXO!!!



7 comentários

  1. O Brando

    Caso de Manaus é luta por território entre PCC e Comando Vermelho/Família do Norte.
    National Geográfic e Netflix tem documentários sobre prisões. Perto de algumas o Presídio Central em POA é uma colônia de férias. Logo o ‘pior do mundo’ é tão enganoso como o ‘melhor do mundo’ tão popular por aí. Não é ‘retórica’, é informação equivocada.

  2. O Brando

    Não vou desqualificar ninguém, tampouco amontoar trezentas palavras num texto rebuscado e prolixo que pode ser resumido num tweet. Minha falta de talento não chega a tanto. Porém não é possível ignorar os fatos, a OAB é uma instituição que virou feudo de uma corporação. Era problema antes de janeiro de 2019, vai continuar depois que B17 sair do poder. Tem poder considerável, é pouco transparente. Questão vai ter que ser enfrentada, cedo ou tarde.
    Ficha limpa começou na Igreja Católica, CNBB, lá na década de 90. Recebeu apoio da Luterana, da AMB e de uma ONG. Muito depois, OAB aderiu. Chupinhação não causa espanto.

  3. O Brando

    B17 é passarinho que come pedra.
    Dicionário Aulete. Paraíba: 6. Pop. Operário da construção civil; PARU; PARAÍBA-DE-OBRA. P.ext. Qualquer nordestino, sobretudo o que procura a região sudeste em busca de trabalho; PAU DE ARARA.
    Em São Paulo, para muitas pessoas, gaúcho é quem nasce do Paraná para baixo. Para alegria dos catarinenses do leste até pouco acima de Lages, paranaenses não dão bola.
    Kuakuakuakuakuakuakua! Militância enrustida sempre dá o tom cômico. Não conheço ninguém que tenha se arrependido de não votar no Haddad e no PT. Também não conheço ninguém que sinta vergonha de não ter votado no Haddad e no PT. Como disse Cid, o Molusco tá preso tchó da Baliza!

  4. O Brando

    Antes que algum ‘esperto’ se manifeste (agora é moda imbecis corrigirem português dos outros) dupla negação é possível no nosso idioma e em outros.
    Banrisul (ficou para trás). Não é o lucro, é o retorno do investimento que conta. Empresas servem para gerar lucro, não maximizar utilização de recursos. Basta perguntar para alguém que entenda de administração/finanças que a criatura explica.

  5. O Brando

    Santa Maria. Pais vive desindustrialização. Parte culpa da China.
    Mão de obra deve ser o fator de produção mais fácil de trocar de lugar. Tem gente que migra para a China, outros para a Califórnia e outros (aqui no Brasil) para São Paulo.
    Cérebros. Assunto que deve ser discutido. Ninguém faz autocrítica. Quando falam na formação, ruim é sempre a dos outros. Quando citam Umberto Eco, imbecis são sempre os outros. Pois bem, formação aqui no Brasil comparada com outros países desenvolvidos fica muito atrás. Começa na base. Segundo aspecto é que nem todo mundo que conclui o curso consegue emprego na área de formação.
    Para tornar curta uma história longa, planejamento estratégico que Cladistone queria transformar em lei não passa de uma lista de desejos para o Papai Noel. O que está lá não vai acontecer na maioria dos casos. Alás, promessa de campanha de muitos, ‘indústria que mais cresce em SM é o aluga-se e o vende-se’ (algo do gênero). Pois é, continua.
    Sugestão dada no programa, tire o dinheiro da poupança e vá empreender, óbvio que é lorota. Em ano e meio o ’empreendedor’ estará quebrado e sem dinheiro no banco. Assunto deveria se abordado noutro dia, quando não gastarem tempo com ‘polemicas’ transitórias.

  6. O Brando

    Quase esqueci, cuidaram da foto, nenhum debatedor ficou parecendo querer fazer uma gulosa no microfone.

  7. Lislair Leão Marques

    Boa noite! Eh da penitenciária do estado do Pará, o massacre, e não do Amazonas. É da região da Amazônia que abrange a região Norte.

    NOTA DO SITE: O leitor tem razão. E, em função disso, o editor acaba de fazer a correção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *