EducaçãoTrabalho

EDUCAÇÃO. Sindicato prevê paralisação de ao menos metade dos professores da rede municipal nesta terça

Por PAULO ANDRÉ DUTRA (com imagem de Reprodução), da Assessoria de Imprensa do Sinprosm

A Paralisação Nacional em Defesa da Educação desta terça-feira (13) deverá ter o engajamento de 50% dos professores municipais de Santa Maria, segundo levantamento realizado pela coordenação do Sindicato dos Professores Municipais de Santa Maria. O número refere-se à paralisação total ou parcial. A adesão da categoria ao movimento foi decidida em assembleia no dia 2 de agosto.

O transcurso de cinco anos sem o pagamento do piso nacional será lembrado pelos professores municipais com a distribuição de um bolo. A pauta inclui também o reajuste do auxílio-alimentação e a carga-horária de planejamento, prevista na Lei do Piso Nacional e não cumprida no município. A mobilização terá início às 14 horas no largo ao lado da Prefeitura.

Em seguida, a categoria une-se às demais entidades na Praça Saldanha Marinho para a paralisação com a pauta nacional em defesa da educação, contra a reforma da previdência e o desemprego. A mobilização está agendada para as 17 horas.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo