GASTRONOMIA. Por que a culinária oriunda do Japão tem cada vez mais apreciadores no Brasil e em SM?

GASTRONOMIA. Por que a culinária oriunda do Japão tem cada vez mais apreciadores no Brasil e em SM?

GASTRONOMIA. Por que a culinária oriunda do Japão tem cada vez mais apreciadores no Brasil e em SM? - rafael-comida-japonesa

Preparação da comida japonesa: “depois que a pessoa se dedica a isso, começa a mostrar o resultado e a diferença”, diz Wagner Barreto

Por RAFAEL CAETANO FINGER (texto e foto), especial para o Site (*)

A culinária japonesa foi constituída devido à influencia geográfica do país. Com a escassez dos alimentos, os japoneses construíram uma alimentação com base na caça, na pesca e na coleta. E, com a vinda dos japoneses para o Brasil, no início do século XX veio junto a culinária.

Segundo o sócio proprietário do restaurante Costa Dourada, Wagner Barreto, as combinações na culinária japonesa estão cada vez mais apreciadas pelos brasileiros. Os restaurantes oferecem novas adaptações aos pratos.

“No começo, nós fizemos um cardápio pensado para quem nunca comeu um peixe cru, pois não é uma culinária que agrada no primeiro momento. Então tem que dar uma insistida para começar a entender toda a textura e o sabor diferente”, comenta Barreto.

Além disso, o empresário ressalta que se deve ter cuidado na elaboração dos pratos e na forma como são apresentados para despertar o interesse pela gastronomia japonesa. “Se tratando de alimento cru e de uma cidade que não é litorânea, temos que cuidar toda a parte da manipulação do peixe, no momento da limpeza até o momento que é servido”, explica.

Ele afirma ainda que, por se tratar de um alimento cru, os peixes de uma maneira geral são muito benéficos para a saúde. Dentre os peixes, o salmão recebe um destaque especial, além de ser consumido na gastronomia japonesa, ele é um alimento que possui ômega 3, um tipo de gordura benéfica para o corpo humano.

“O salmão possui bastante gordura inclusive ômega 3 e nutrientes. A culinária japonesa fica bem evidente no país sendo uma comida leve, principalmente na região sul, onde possuímos muita carne vermelha”, diz Barreto.

O empresário ainda comenta que os trabalhos dos profissionais na realização dos pratos de culinária japonesa chamam muito a atenção ao consumidor. “É uma profissão belíssima, porque é muito artesanal e manual, e depois que a pessoa se dedica a isso, começa a mostrar o resultado e a diferença”, conta. Apesar das diferenças culturais e hábitos alimentares entre brasileiros e japoneses, a comida típica do Japão agrada ao paladar brasileiro.

(*) Rafael Caetano Finger é acadêmico de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *