CIDADE. Prefeitura prepara parecer técnico para efetivar decreto de situação de emergência

CIDADE. Prefeitura prepara parecer técnico para efetivar decreto de situação de emergência

CIDADE. Prefeitura prepara parecer técnico para efetivar decreto de situação de emergência - seca-emergencia

Conforme dados da Emater, maior perda em função da estiagem é na safra de soja. Foto Ariéli Ziegler / Prefeitura

Por Manuela Vasconcellos / Prefeitura de Santa Maria

Representantes da Prefeitura e de setores agrícolas de Santa Maria se reuniram, na tarde de segunda-feira (13), para tratar do decreto de situação de emergência no Município em função da estiagem, que deve ser sacramentado ainda nesta semana. O prefeito em exercício Sergio Cechin recebeu produtores rurais, cujas culturas são afetadas pela falta de chuva. Agora, a Defesa Civil Municipal e a Emater irão reunir dados sobre as principais consequências de vários dias consecutivos de seca.

“Os trabalhadores rurais estão na expectativa do decreto. A chuva da última sexta-feira (10) pode amenizar o futuro da safra, mas há muita coisa perdida que não tem como ser recuperada. Por isso, vamos trabalhar na elaboração de um parecer técnico e atestar os requisitos para, então, formalizar o documento”, explica o prefeito em exercício Sergio Cechin.

Conforme a Emater, a soja registra perda de 20% da produção agrícola local, o que representa uma média de R$ 42,8 milhões. Em segundo lugar, está a produção de arroz, com perda de 5%, uma média de R$ 1,5 milhão. Além disso, desde a metade de dezembro de 2019, a Defesa Civil Municipal tem levado água para abastecer 310 famílias, principalmente nos distritos de Santa Flora, Palma, São Valentim e Passo do Verde, o que reforça o pedido de decreto de situação de emergência.

A reunião também contou com a presença do superintendente da Defesa Civil Municipal, Adão Lemos, do secretário de Desenvolvimento Rural, Rodrigo Menna Barreto, da secretária de Meio Ambiente, Sandra Rebelato, do secretário de Mobilidade Urbana, Orion Ponsi, do secretário adjunto de Educação, Marcio Carvalho, e da procuradora geral adjunta para Assuntos Administrativos e Institucionais, Clarissa Duarte Pillar.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *