CongressoPolíticaSaúdeTrabalhoTransporte

CALAMIDADE. Pimenta pede a Bolsonaro que isente cobrança de pedágio de caminhões durante pandemia

Iniciativa do deputado gaúcho tem objetivo de conter o aumento do frete durante o período de convivência do país com o coronavírus

Da Assessoria de Imprensa do Deputado Paulo Pimenta, com foto de Reprodução

Na sexta-feira (27), o deputado federal Paulo Pimenta protocolou junto à Presidência da República, ofício solicitando a isenção da cobrança de pedágio de caminhões e outros veículos transportadores de cargas durante todo o período de estado de calamidade por se tratar de serviço essencial.

A iniciativa do deputado visa conter o aumento do valor do frete durante este período, uma vez que os caminhões não trafegam sempre carregados, o que faz o custo da operação aumentar tanto para o transportador autônomo, quanto para as empresas de transporte. Com a não cobrança dos pedágios impede que o valor seja repassado no produto para o consumidor final.

Pimenta já havia encaminhado outros Projetos de Lei voltados para as classes economicamente mais prejudicadas pela pandemia. O primeiro foi o da criação de um abono salarial para feirantes e agricultores familiares durante o período da quarentena. O segundo é para impedir a majoração, sem justa causa, do preço de produtos ou serviços, durante todo o período do reconhecimento de estado de calamidade pública em razão dos efeitos da pandemia de coronavírus. O terceiro projeto proíbe a interrupção dos serviços públicos essenciais durante todo o período de estado de calamidade pública, para pessoas em situações de pobreza e de extrema pobreza que estão inscritas no Cadastro Único do Governo Federal. São considerados serviços essenciais o fornecimento de água e tratamento de esgoto, gás, energia elétrica, internet e telefonia.

“Estamos trabalhando para apresentar alternativas ao governo no sentido de tranquilizar a população e proporcionar uma melhor qualidade de vida a todos durante esse momento. O ofício apresentado junto à ANTT os três projetos já protocolados visam tem a finalidade de beneficiar aqueles que mais precisam e reduzir os impactos provocados pela Pandemia do Coronavírus” destacou Paulo Pimenta.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo