CORONAVÍRUS. Restrições e quarentena continuam em Santa Maria, garante Jorge Pozzobom, em vídeo

CORONAVÍRUS. Restrições e quarentena continuam em Santa Maria, garante Jorge Pozzobom, em vídeo

CORONAVÍRUS. Restrições e quarentena continuam em Santa Maria, garante Jorge Pozzobom, em vídeo - pozzobom-1“Por favor, não vamos abandonar as medidas restritivas; nós estamos indo no caminho certo”. Com essas palavras, o prefeito Jorge Pozzobom iniciou vídeo gravado e divulgado (o linque está no final deste texto) esta manhã no Facebook. Ao final, também deixou claro que, se houver necessidade, as restrições aumentarão.

Objetivamente, Pozzobom se recusa a seguir a “orientação” do Presidente da República, Jair Bolsonaro, que ontem à noite pregou, objetivamente, o fim da quarentena, inclusive com a volta às aulas das crianças e a reabertura do comércio. Na contramão, aliás, dos técnicos em saúde, eles também exaltados pelo prefeito de Santa Maria, no vídeo de hoje.

Imagens, aliás, que foram precedidas do seguinte texto, inclusive com os grifos originais:

Pessoal, gravei este vídeo para deixar bem claro que NÃO IREMOS RELAXAR NEM RETROCEDER NAS MEDIDAS RESTRITIVAS PARA CONTER O CORONAVÍRUS.
A situação é grave! E, se for preciso, seguindo a orientação dos médicos, aumentaremos ainda mais o rigor.
As medidas são duras, sim.
Elas causam transtorno, sim.
Elas impactam a economia, sim.
Elas afetam a vida das pessoas, sim.
Mas a nossa preocupação, agora, é com a Saúde da população. A economia nós recuperamos. As vidas, não.

#FIQUEEMCASA

PARA CONFERIR O VÍDEO, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. O Brando

    Galinhagem politica não é coisa que me interesse. Mas como diria o Conselheiro Acácio, o problema das consequências é que elas vêm depois. Estamos indo no caminho certo? Fica para depois. Pois a pandemia termina e cada dia depois vai ficar menor. Sobra a crise na economia. Mortes? Tornar-se-ão estatística provavelmente. ‘Morreram x pessoas no RS, população de 11 milhões de habitantes’.
    Os que utilizam a situação para criticar irão a BSB pedir dinheiro. Aquele que não existirá, ao menos não para todos. Talvez não São Paulo porque o ministro tucano (e paulista) Alexandre de Moraes suspendeu o pagamento da divida ao governo federal. Alás, Dória, próximo presidente, está em plena campanha, uma coletiva com muito gel no cabelo todo dia.
    B38 está com a reeleição impossibilitada. Não pelo que faz, mas pelo que fala.
    Lá atrás já tinha afirmado que não votaria em Cladistone para deputado federal por vários motivos. Este discurso para simplórios não me agrada. Logo, voto em Cladistone só se for a única alternativa não de esquerda numa futura eleição municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *