BASTIDORES. Solidariedade filia e o PSB também. Cidadania na caça e o tiroteio de mentiras no “Whats”

BASTIDORES. Solidariedade filia e o PSB também. Cidadania na caça e o tiroteio de mentiras no “Whats”

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação e imagem de Reprodução), da Equipe do Site

BASTIDORES. Solidariedade filia e o PSB também. Cidadania na caça e o tiroteio de mentiras no “Whats” - bastidores-solidariedade

Marlon Silveira, vice-presidente do Solidariedade; o novo filiado Luiz Fernando Beck Silveira; e o presidente municipal do partido, Gerri Machado

O militar da Reserva Luiz Fernando Beck Silveira filiou-se ao Solidariedade (SD). Trata-se de uma das figuras históricas do PTB de Santa Maria, partido que ele integrava desde os anos 1990.

Silveira foi secretário adjunto de Ação Comunitária no governo de Cezar Schirmer (MDB) e também já trabalhou na coordenação da Defesa Civil do Município.

“A liderança filiou-se ao Solidariedade porque acredita que o partido representa mudança na forma de fazer política e porque quer trabalhar para ajudar as pessoas e a cidade”, afirma o presidente municipal da legenda, Gerri Machado.

PSB

Como manda a tradição, não vai faltar radialista concorrendo à vereança em outubro. O PSB confirmou a pré-candidatura do comunicador e professor Paulo Ricardo, da Rádio Medianeira. Ele é apadrinhado pelo presidente municipal da sigla, Fabiano Pereira, e pelo vice-presidente nacional do PSB, Beto Albuquerque.

Cidadania

O Cidadania saiu do período de caça aos pré-candidatos com, pelo menos, 18 nomes fechados para concorrer à vereança. A meta é ter uma nominata com 22 nomes.

Em relação à majoritária, a legenda segue firme com a pré-candidatura de Evandro de Barros Behr à Prefeitura. O Cidadania busca, agora, um vice que compartilhe das mesmas ideias que Behr tem para Santa Maria.

BASTIDORES. Solidariedade filia e o PSB também. Cidadania na caça e o tiroteio de mentiras no “Whats” - bastidores-whatsTiro ao alvo

Sábado (4) foi o último dia de filiação para aqueles que desejam concorrer em outubro. As articulações foram intensas na semana passada e deixaram sequelas. Lideranças com os mesmos ideais trocaram de lado abruptamente, gerando ações que ultrapassaram os debates internos.

Desde então, foi declarada aberta a temporada de tiro ao alvo. Ex-aliados estão inundando as redes sociais e também o WhatsApp com vídeos, áudios e longos textos com as mais variadas denúncias… e nenhuma prova de irregularidades.



1 comentário

  1. O Brando

    Como dizia o tio Alberto, fazer sempre a mesma coisa, incontáveis vezes, e esperar resultados diferentes é insanidade. Não existe pré-candidato à prefeitura que possa tirar a cidade da espiral de decadência na qual se encontra. O mesmo vale para o Planalto, alternativa é volta da roubalheira ou circo permanente. Alás, a mulher de Cesar no Brasil pode ter uma quitinete no centro e cobrar 150 pila a hora, desde que ‘pareça honesta’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *