EconomiaHistóriaPrefeituraSanta Maria

ARTIGO. Jorge Pozzobom e a proposta, junto com a iniciativa privada, para revitalização da histórica Gare

Passo importante é dado para revitalizar parte da história de Santa Maria

Por JORGE POZZOBOM (*)

Começar a semana trazendo boas notícias para os santa-marienses é algo que me dá grande alegria e satisfação. Portanto, quero compartilhar uma informação que foi tornada pública na última sexta-feira (22) e que nos traz um alento, pois, trata-se de um passo importantíssimo que foi dado com o propósito de transformar e revitalizar um espaço histórico e cultural que está no DNA da nossa Santa Maria: a Estação Ferroviária do Município, ou simplesmente Gare, como é conhecida popularmente.

Desde o início da minha gestão à frente da Administração Municipal, lá em 2017, esse assunto tem sido tratado com a absoluta seriedade e energia que ele merece. Desde então, o Município vinha pensando e buscando alternativas viáveis para contemplar aquela área de 1.225 metros quadrados. Ou seja, uma solução que não onerasse os cofres públicos, mas que fosse atrativa para quem estiver disposto a abraçar esse projeto que visa à transformação de um dos mais significativos cartões-postais de Santa Maria.

E foi assim, atentando a esses requisitos, que lançamos, na última sexta-feira, a chamada pública 01/2020. Isso significa que a Prefeitura vai conceder a Cessão de Uso Onerosa do terreno e do prédio da Estação Ferroviária de Santa Maria à iniciativa privada. Ou seja, depois de cumprido todo o processo, o espaço vai abrigar estabelecimentos comerciais e de serviços, nos segmentos relacionados à cultura, às artes, ao turismo, à gastronomia, ao entretenimento e lazer, à inovação, à economia criativa, à educação e ao empreendedorismo.

A empresa ou associação que assumir a área terá que observar uma série de medidas descritas em edital, como vigilância, comunicação visual, organização de eventos e impactos. E os projetos apresentados deverão ser aprovados pelo Município e pelos órgãos patrimoniais competentes para o uso do espaço, devendo ser conservadas as características originais das edificações. A cessão será por um período de 15 anos, prorrogável por mais 15 anos.

Por tudo isso e pela expectativa que temos de ver a Gare totalmente revitalizada, este é, sem dúvida, um momento histórico. Aquela área passou anos sem ter um projeto sustentável e de revitalização. E a nossa proposta é justamente preservar esse bem material e imaterial, respeitando a memória e a história daquela estrutura, que está diretamente relacionada ao desenvolvimento do Município e à vida dos santa-marienses.

A Gare faz parte de uma região conhecida como Centro Histórico de Santa Maria, que conta, ainda, com a Avenida Rio Branco e a Vila Belga. Por esses endereços, passam a história e a cultura de Santa Maria. Restaurar essa história significa perpetuar e fomentar o conceito de cultura inerente àquela área da cidade. O Brique da Vila Belga, já consolidado entre os santa-marienses antes da pandemia de Covid-19, é um exemplo de quão rico é o potencial do nosso Centro Histórico. E, pela Avenida Rio Branco, passam as memórias do nosso passado e a realidade do nosso presente. O que queremos, a partir de agora, é projetar um futuro de desenvolvimento sustentável para toda aquela região – o famoso prédio abandonado da Rio Branco é outro capítulo dessa história, o qual nossa gestão também apresenta uma alternativa viável para um desfecho positivo, enfrentando questões que, há tempos, eram deixadas de lado em nosso Município.

Com trabalho árduo, empenho e insistência, e contando com as ferramentas disponibilizadas pelos setores que integram a Administração Municipal – destaco a condução dessa iniciativa pela equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, liderada pelo secretário Ewerton Falk –, chegamos a essa proposta que visa ao resgate da nossa Gare. Uma alternativa moderna e possível em meio a um cenário de escassos recursos públicos e que possibilite o desenvolvimento de atividades e o alcance de recursos para a recuperação, a manutenção e a sustentabilidade daquele espaço.

Como é bom poder dar boas notícias, falar sobre algo que nos enche de entusiasmo. Que essa iniciativa envolvendo a Gare estimule outras ações inovadoras em nosso Município, revertendo-as em ganhos de toda ordem para Santa Maria, sejam eles econômicos, históricos ou culturais. Em tempos de pandemia, precisamos de boas notícias!

(*) Jorge Pozzobom é o Prefeito Municipal de Santa Maria. Sua trajetória como agente político começou com dois mandatos de vereador, tendo depois se alçado, pelo voto popular, à Assembleia Legislativa. Em meio ao segundo período, em 2016, foi eleito para conduzir o Executivo santa-mariense. Ele escreve no site às terças-feiras.

Nota do editor: a foto da Gare, que ilustra o artigo é de João Alves/AIPM.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Ou seja, no meio de uma pandemia, com boa parte do comercio quebrando, falta de dinheiro/renda para todo lado, na beira de uma recessão, anuncia-se a cessão onerosa da gare. Não tinha pensado nesta hipótese. Na minha concepção isto teria sido feito há dois ou três anos para resolver o problema e não deixado para depois e assim criar um ‘fato positivo ‘ antes da eleição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo