CampoPrefeitura

ESTIAGEM. Recursos federais garantem aluguel de caminhão-pipa e cestas básicas para os prejudicados

Por JOÃO PEDRO LAMAS (com foto de Arquivo), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

A Prefeitura de Santa Maria garantiu R$ 60,4 mil para a compra de kits de alimentos e de assistência humanitária, que serão destinados para as famílias que sofreram perdas devido à estiagem que atingiu a Região Central do Rio Grande do Sul.

Santa Maria sofreu um prejuízo estimado em R$ 47.564.522,52 durante um período de 39 dias, entre 2 de dezembro de 2019 e 8 de janeiro de 2020. Conforme a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), as culturas mais prejudicadas foram as de soja, arroz e milho.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, do total do valor garantido, cerca de R$ 24 mil serão utilizados para o aluguel de um caminhão-pipa que abastecerá as famílias afetadas pela seca com água potável. Já cerca de R$ 36 mil servirão para a compra de 410 cestas básicas.

“Esse valor vai reforçar as ações do Município no auxílio a essas famílias. Constantemente, fazemos o abastecimento com água potável, e esse recurso garante a continuidade desse serviço, por exemplo”, disse o superintendente da Defesa Civil Municipal, Adão Lemos.

O valor é proveniente o Ministério do Desenvolvimento Regional, do Governo Federal. Além de Santa Maria, outros oito municípios do Estado também vão receber recursos.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo