CORONAVÍRUS. Sim, tem como se divertir e ainda alcançar o bem-estar físico e mental com as crianças

CORONAVÍRUS. Sim, tem como se divertir e ainda alcançar o bem-estar físico e mental com as crianças

CORONAVÍRUS. Sim, tem como se divertir e ainda alcançar o bem-estar físico e mental com as crianças - 38a5e296-gabriele-crianças-quarentenaPor GABRIELE BRAGA (com imagens ilustrativas reproduzidas da internet), especial para o Site (*)

As crianças estão em casa cheias de energia e não estão tendo como gastá-la? Ou, então, quer se exercitar estando em casa? Que tal unir o útil ao agradável? A educadora física Aline Sarturi passou algumas dicas de como se divertir com a garotada em casa.

É possível montar um circuito com obstáculos dentro de casa, colocar uma música e se divertir. Além de usar os móveis da própria casa para construir o circuito, outra ideia é elaborar desafios no meio do trajeto.

“Existem diversas brincadeiras que auxiliam tanto na saúde mental como com o corpo”, afirma a educadora física.

Uma sugestão é a dança do travesseiro: coloque um travesseiro no chão, coloque uma música rítmica e comece a dançar, um dos jogadores diz “travesseiro”. Quem conseguir se sentar primeiro no travesseiro, ganha.

Outra a sugestão é o “Acerte o Saco”, em que a família enche uma sacolinha plástica com papéis, a pendura em um local alto e as crianças tentam derrubá-la quando forem passar pelo trajeto.

Tem também o jogo de espelhos: fique na frente da criança, a cerca de 30 cm de distância, e convide-a para copiar todos os movimentos. Estique os braços para o céu, para frente e para os lados, corra no lugar, imita um macaco, um sapo ou qualquer animal.

Existem, também, exercícios práticos e físicos que podem ser praticados juntamente com as crianças (da esquerda para a direita, nas imagens no alto desta nota):

1 – Chamado de “Rotação de tronco entregando a bola”, o exercício consiste nos pais e filhos ficarem de costas um para o outro e repassarem o objeto, virando para a direita e para a esquerda.

2 – “Prancha frontal alternando as mãos na bola”, o adulto e a criança ficam de frente um para o outro, com as pernas e os braços esticados. A ideia é que, com o comando de voz, as mãos que tocam a bola sejam alternadas. Para evitar acidentes, é importante que o peso do corpo esteja na mão apoiada no chão e nos pés

3  – “Giro em volta da bola alternando os pés”. Ainda de frente um para o outro, mas dessa vez de pé, pais e filhos vão encostar na bola com os pés, enquanto giram ao redor dela. Além de gastar muita energia, a coordenação motora também é bem trabalhada nesse movimento.

(*) Gabriele Braga é acadêmica de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *