COVID. Semana fecha com redução drástica de casos suspeitos em Santa Maria. Os confirmados são 1.060

COVID. Semana fecha com redução drástica de casos suspeitos em Santa Maria. Os confirmados são 1.060

COVID. Semana fecha com redução drástica de casos suspeitos em Santa Maria. Os confirmados são 1.060 - 959fb63a-comunicado-em-cimaDIVULGADO agora há pouco, o Boletim Epidemiológico da Prefeitura desta sexta-feira traz um dado inusitado, extraordinário e positivo: mostra uma redução drástica no número de casos suspeitos (veja na imagem acima), em relação a ONTEM: os 6.088 casos suspeitos da quinta-feira viraram 4.421 hoje. E esse, certamente, é o principal dado de hoje – suplantando até mesmo o aumento do número de casos confirmados (1.060 contra os 1.043 da quinta-feira).

Com a manutenção do número de óbitos em 24, as outras informações do Boletim também são positivas, na comparação com 24 horas atrás. A quantidade de pacientes curados (que saem da relação dos confirmados) aumentou de 707 para 716 e a de casos descartados se elevou de 2.558 para 2.574.

Quanto às hospitalizações, também a semana termina com informação positiva: caiu um pouco o número de internados por Covid-19 na cidade, na comparação com dados de ontem. Conforme as informações disponíveis no site da Secretaria Estadual de Saúde eles são 68 – eram 70, na quainta-feira. Deles (veja na imagem abaixo), 20 ocupam leitos de Unidade de Terapia Intensiva UTI) – 14 casos confirmados e seis suspeitos de terem contraído o novo coronavírus.

Conforme as informações de agora, às 8 e 5 da noite, no site, a situação de cada estabelecimento de Santa Maria é a seguinte: Hospital de Caridade (49 internados, dos quais seis em UTI), Universitário (11, dez em UTI) e Regional (oito, quatro deles em UTI).

COVID. Semana fecha com redução drástica de casos suspeitos em Santa Maria. Os confirmados são 1.060 - c4cd8ebe-comunicado-embaixo



2 comentários

  1. O Brando

    Boletim serve para nada. Interessa são os casos ‘ativos’. Gente que apresentou sintomas nos últimos 15 dias. Os suspeitos mais antigos se positivos fossem já não deveriam mais estar com o vírus. Teste só mostraria ‘imunidade’.
    Número de casos é baixo, se além do confinamento houvesse teste e rastreamento de contatos a bandeira já deveria ser amarela. Não acontece, logo deve faltar testes/grana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *