EXÉRCITO. Santa Maria cotada para receber a Escola de Formação de Sargentos, mas é forte a concorrência

EXÉRCITO. Santa Maria cotada para receber a Escola de Formação de Sargentos, mas é forte a concorrência

EXÉRCITO. Santa Maria cotada para receber a Escola de Formação de Sargentos, mas é forte a concorrência - ab42fbc4-maiquel-exército-a

Escola de Formação de Sargentos deverá formar mil alunos por ano e provocar um forte impacto econômico no município que for a sede

Por MAIQUEL ROSAURO (com fotos Divulgação/Exército e Governo do Paraná), da Equipe do Site

Santa Maria está na mira do Exército Brasileiro para sediar a Nova Escola de Formação e Graduação de Sargentos de Carreira. A instituição deverá formar cerca de mil alunos por ano. Todavia, a cidade já possui forte concorrência política.

A primeira reunião do Grupo de Trabalho que estuda a viabilidade da instituição foi realizada na quarta-feira (22), em Brasília. A intenção é congregar em um único local toda a formação conduzida em diferentes Organizações Militares.

De acordo com o chefe do Estado-Maior do Exército, general Marcos Antônio Amaro dos Santos, o primeiro passo será conseguir verba para tirar o projeto do papel.

“A primeira dificuldade a ser superada é a dificuldade orçamentária, isso será estudado na viabilidade técnica e econômica do projeto. Vamos ver como isso irá se resolver. Temos certeza de que, com perseverança, esse grupo chegará a um bom resultado”, informou o general Amaro, em matéria divulgada no canal do Exército no YouTube.

Na sexta-feira (24), o novo comandante da 3ª Divisão de Exército (DE), general Hertz Pires do Nascimento, informou que foi consultado sobre trazer a escola para a Guarnição de Santa Maria. Em entrevista concedida ao jornalista Vicente Paulo Bisogno, da Rádio Imembuí, ele destacou que será preciso engajamento da sociedade para conquistar a unidade.

“Precisaria estudar com as autoridades para colocar isso no papel e levar isso como proposta e compromisso para que atraia mais uma grande escola para Santa Maria. Temos as melhores condições, temos outras regiões também com outras boas condições, mas aqui também significa uma oportunidade. Mas, para isso, precisaríamos de um trabalho integrado e divulgação forte porque existem outros Estados interessados, inclusive com interesse de governador”, disse o general Hertz à Rádio Imembuí.

Quem corre na frente para atrair a escola é o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). No início de junho, Ratinho esteve reunido com o novo comandante militar do Sul do Exército, general Valério Stumpf, para tratar do tema.

“Foi uma reunião de apresentação, já que o general Stumpf assumiu o Comando Militar do Sul no fim de abril. Fizemos a solicitação para que, se possível, a Escola de Sargentos das Armas (ESA) seja transferida aqui para o Estado”, afirmou Ratinho Junior em matéria publicada no site do governo do Paraná.

Os paranaenses ainda informam que o Exército avalia um terreno entre Curitiba e Ponta Grossa que poderia receber a escola (AQUI).

EXÉRCITO. Santa Maria cotada para receber a Escola de Formação de Sargentos, mas é forte a concorrência - 3dfd6159-maiquel-exército-b

Governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, reuniu-se no início de junho com o comandante militar do Sul do Exército, general Valério Stumpf, e solicitou a instalação da nova escola no seu Estado (Foto Rodrigo Felix Leal/Governo do Paraná)

ESA

A ESA está localizada em Três Corações (MG). A unidade, entretanto, é considerado defasada pelo Exército, que planeja transferir toda a estrutura para um novo local.

São dois anos de curso de formação de sargento. O primeiro realizado em uma das 13 Organizações Militares do país e o segundo em escolas específicas, como é o caso da ESA. A instituição tem capacidade para formar mais de mil alunos por ano.

Somando também os militares que hoje atuam na instituição, são cerca de 2 mil pessoas que poderão se transferir da cidade mineira para outro município.

Reação

O prefeito de Três Corações, Cláudio Pereira (MDB), está empenhado para manter a ESA no município. Em seu perfil pessoal, no Facebook, ele disse que avalia junto com o Exército um novo terreno para a sede da escola.

“Lutaremos pela permanência desta importante instituição que está há mais de 70 anos em nossa cidade, contribuindo nos aspectos sociais, econômicos, de segurança e de educação”, disse Pereira.

 

Nos bastidores, o projeto é considerado grandioso. O município que vier a receber a unidade deverá ter um ganho significativo, sobretudo, em relação à rede hoteleira, comércio e de alimentação.

Saiba mais

O general de Divisão Joarez Alves Pereira Junior publicou um artigo no Blog do Exército, no qual explana sobre a nova escola para formação de sargentos e as premissas necessárias da nova instituição. Acesse AQUI.



2 comentários

  1. igor

    Achgo difícil tirarem a EsSA de TrêsCoraões. A Escola está muito integrada e é muito importante para a esconomia local. Além disto, Minas continua com capital pólítico importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *