VÍDEONOTA. Como se movem as siglas ao formar alianças e a tentativa de coerência ideológica tucana

VÍDEONOTA. Como se movem as siglas ao formar alianças e a tentativa de coerência ideológica tucana

VÍDEONOTA. Como se movem as siglas ao formar alianças e a tentativa de coerência ideológica tucana - 04b4322d-vídeonota

Uma avaliação deste momento derradeiro para a formação das alianças que concorrem em outubro. Coerência e pragmatismo convivem

Não há dúvida: os estrategistas tucanos se deram conta do óbvio. E isso significa manter um discurso conservador ideologicamente e pragmático na administração. É o que, aparentemente, explica a atração em fase final de casamento com o PSL e a chegada de um líder empresarial conhecido para ser o vice de Jorge Pozzobom.

Ah, e ainda procura manter os espaços do DEM no governo (hoje são dois secretários e um punhado de CCs), ao mesmo tempo em que, com a adesão dos tucanos que administram o Estado, a começar pelo governador, tenta cooptar (e as chances de sucesso são razoáveis) o PTB.

Tudo isso e a postura dos demais concorrentes à Prefeitura é do que trata a Vídeonota desta semana, que você confere clicando abaixo:



1 comentário

  1. O Brando

    Qual o governo municipal que teve mais empresários no secretariado? Não foi o Valdeci?
    Fabiano e Bisogno: cachorro que tem dois donos morre de fome.
    Coerência ideológica tucana? Dudu Milk, atualmente coronavirado, não tenta aumentar a carga tributária gaúcha com um discurso Robin Hood? A la Olívio Dutra?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *