CampanhaEleições 2020PartidosPolítica

ELEIÇÕES 2020. Convenção dos pedetistas confirma Marcelo Bisogno e Fabiano Pereira para a Prefeitura

Marcelo Bisogno (E) é o candidato a prefeito, com Fabiano Pereira de vice. Ambos lideram a alinça que tem ainda PV, PC do B e Rede

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

A convenção municipal do PDT, realizada na tarde desta quarta-feira (16), calou a boca de vários observadores da política santa-mariense que apontavam ser impossível ter Marcelo Bisogno (PDT) e Fabiano Pereira (PSB) na mesma coligação. Após meses de negociações, a novela terminou com os dois caciques unidos e prontos para a campanha.

E é bom os adversários já irem se preparando para encarar Bisogno nos debates à Prefeitura. Ele demonstra estar com um discurso afiadíssimo. Nesta tarde, ele realizou duras críticas ao prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) e ao vice-prefeito Sergio Cechin (PP), mesmo sem citar o nome deles.

“Estamos sinalizando para Santa Maria que nosso projeto é pelo município, não é um projeto partidário. Não é um projeto de vencer a Prefeitura e, no ano da eleição, ficar dividido e, em meio a uma pandemia, colocando a população em quinto lugar, se preocupando apenas com caminhadas políticas pessoais, divididos na hora que era para estar juntos e unidos”, disse o pedetista.

Em sua fala, ele rasgou elogios a Fabiano, que mesmo possuindo maior vivência na vida pública e ter conquistado uma votação mais expressiva em 2016, aceitou ser o seu vice.

“O PSB poderia ter sim seguido outro rumo, tem estrutura, nome à altura, história e trabalho com Fabiano. Mas o amor por Santa Maria nos uniu”, afirmou Bisogno.

O socialista, por sua vez, revelou os bastidores das negociações e ainda garantiu que caminhará junto com Bisogno para gerar emprego e renda para o município.

“Desde o ano passado vínhamos dialogando, conversando sobre como seria importante fazermos uma frente porque sozinhos poderia ser possível, mas juntos seríamos imbatíveis para ganhar a Prefeitura de Santa Maria”, afirmou Fabiano.

A coligação chama-se Um Novo Caminho para Santa Maria e é composta por PDT, PSB, PCdoB, PV e Rede Sustentabilidade.

Confira os discursos:

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Brizola, um dos grandes responsáveis pela atual situação no RJ. Maioria acha que é porque proibiu a policia de ‘subir os morros’ com o argumento guarda chuva dos direitos humanos. Problema não foi esse. Questão é que a policia não subiu, mas também não subiram o saneamento, a saúde e a educação. Os Cieps (e todos acham que só existe o sambódromo) foram construídos em lugares que davam mais visibilidade e não onde eram mais necessários. Uma pequena amostra do ‘idolo’ destes mesozoicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo