ELEIÇÕES 2020. Evandro Behr, do Cidadania, é o 6º candidato a Prefeito a fazer o registro oficial no TSE

ELEIÇÕES 2020. Evandro Behr, do Cidadania, é o 6º candidato a Prefeito a fazer o registro oficial no TSE

ELEIÇÕES 2020. Evandro Behr, do Cidadania, é o 6º candidato a Prefeito a fazer o registro oficial no TSE - 395cce01-maiquel-behr

Evandro Behr concorrerá pela primeira vez ao cargo de prefeito de Santa Maria. A vice é Carla Kowalski, do mesmo partido

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Reprodução), da Equipe do Site

Evandro Behr (Cidadania) é o sexto e último candidato a prefeito de Santa Maria a confirmar seu registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele lidera a coligação “A Santa Maria que queremos, a cidade que Merecemos”, composta por Cidadania e Democracia Cristã (DC).

O candidato declarou-se branco e solteiro. Sua ocupação é advogado.

Seu patrimônio é R$ 202.771,40 (confira detalhes no fim da matéria). Ele não esteve presente no pleito eleitoral de 2016.

Vice

Behr tem Carla Kowalski (Cidadania) como candidata a vice-prefeita. Ela declarou-se branca e divorciada. Sua profissão é enfermeira.

Carla não declarou bens. É a primeira vez que ela participa de uma eleição.

Declaração de Bens

Evandro Behr (Cidadania)

50% de direito sobre resultado de compra e venda autorizada por juízo: uma fração de terras, com área de 10ha 5a e 58ca, situado em zona rural, no lugar denominado São José, Camobi, em Santa Maria – R$ 28.421,40

33,33% da quota capital para a empresa Próspera Empreendimentos Imobiliários LTDA – R$ 174.350,00

Total – R$ 202.771,40

Saiba mais

Os outros cinco candidatos à Prefeitura de Santa Maria – Jader Maretoli (Republicanos), Luciano Guerra (PT), Sergio Cechin (PP), Marcelo Bisogno (PDT) e Jorge Pozzobom (PSDB) – já efetuaram o registro de candidatura. Confira AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI



2 comentários

  1. Zé Ruas

    São José CAMOBI é Zona RURAL?
    Um não sabe o partido outro desconhece os BAIRROS URBANOS do Município.

    Tá bonita a disputa.

  2. Zé Ruas

    Gosto de ver as declarações de bens, como este povo da política é desapegado. Logicamente alguns valores declarados não tem correção em virtude de imposto de renda e atualização.No dia que venderem pagarão imposto sobre ganho de capital.
    Fico impressionado pois alguns tem renda de seu trabalho e tiveram/tem a renda da política, cargo eleito ou cargo de confiança e não aumentam patrimônio depois de 4, 8… 12 anos de labuta. Muito desapego. Depois dizem que politica dá dinheiro.
    Alguma ironia no texto acima? Quem sabe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *