FISCALIZAÇÃO. Prefeitura, em operações ‘anticovid’, fez 297 vistorias nesta semana. Houve 186 denúncias

FISCALIZAÇÃO. Prefeitura, em operações ‘anticovid’, fez 297 vistorias nesta semana. Houve 186 denúncias

FISCALIZAÇÃO. Prefeitura, em operações ‘anticovid’, fez 297 vistorias nesta semana. Houve 186 denúncias - 9cd44366-prefeitura-fiscalização-vistoriasPor JOÃO PEDRO LAMAS (texto) e CAMILLO LICINIO (arte), da Assessoria da Prefeitura

Os agentes públicos da Fiscalização Municipal Integrada realizaram 292 vistorias junto a pessoas físicas e jurídicas na última semana para combater a disseminação do novo coronavírus, responsável pela Covid-19.

O Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) recebeu 186 denúncias. O número é inferior ao da semana passada (276) e segue a tendência de queda das últimas semanas. Apesar do número de notificações (21) ter se mantido, não houve necessidade da emissão de autos de infração.

“Avaliamos que o clima, que está mais frio e chuvoso, esteja contribuindo para a redução do número de denúncias. Nós acreditamos que essa queda indica que haja menos infrações sendo cometidas também. Vemos isso com otimismo, afinal, as medidas sanitárias e de distanciamento social existem para garantir a segurança da população”, explica o superintendente de Fiscalização da Secretaria de Estruturação e Regulação Urbana, Marcio Abbade Ohlveiler.

A demanda menor a partir das denúncias fez com que os servidores pudessem trabalhar em ações especiais com enfoque em determinados tipos de estabelecimentos. Lojas (50), distribuidoras de bebidas (25) e bares (18) foram os mais vistoriados. Os casos de aglomerações de pessoas ainda preocupam. Houve 36 vistorias para checar denúncias desse tipo. Seis pessoas foram notificadas devido à irregularidade.

“Com o aumento do funcionamento do comércio, tivemos que trabalhar de forma ostensiva. Essa estratégia funciona porque coíbe eventuais irregularidades. As aglomerações ainda são um problema, principalmente nos finais de semana e de noite. Nas sextas, sábados e domingos, reforçamos as fiscalizações. É importante que a população esteja sensibilizada e colabore. Vivemos em um momento delicado. O bem maior é a vida e não vale a pena colocá-la em risco sendo negligente no uso de máscara, álcool em gel e higienização das mãos”, afirma Ohlveiler.

O cenário da pandemia em Santa Maria

Até quinta-feira (3), foram notificados, no Município, 2.696 casos confirmados de Covid-19. Quarenta pessoas morreram em decorrência da doença. Há 3.898 casos suspeitos, com 3.142 descartados e 1.768 curados.

Para denunciar

Denúncias de descumprimento das medidas podem ser feitas à Guarda Municipal pelos números 153, (55) 99217-8122, 99167-4728 e 99167-8452 (os celulares, somente via WhatsApp). A Superintendência da Guarda Municipal enfatiza que esses números são exclusivos para o registro de denúncias.

Ações da Fiscalização Municipal Integrada

Entre 21 e  27 de agosto

Denúncias recebidas – 276

Denúncias de casos de aglomeração de pessoas recebidas – 184

Vistorias realizadas – 297

Notificações emitidas –21

Autos de infração emitidos – 6

Fechamentos realizados – 3

Entre 28 de agosto e 3 de setembro

Denúncias recebidas – 186

Denúncias de casos de aglomeração de pessoas recebidas – 100

Vistorias realizadas – 292

Notificações emitidas –21

Fechamentos realizados – 1

Alvos das vistorias

Academias – 4

Açougue – 2

Aglomerações de pessoas – 36

Agropecuária – 3

Ambulantes – 32

Bares – 18

Cancha de bocha – 4

Clubes – 3

Consumo de bebida alcoólica em espaços públicos – 5

Distribuidora de bebidas – 25

Escola – 3

Farmácias – 13

Feirantes – 4

Financeira – 1

Fruteira – 4

Lancherias – 14

Lojas – 50

Mercado – 33

Padarias – 2

Postos de combustíveis – 2

Quadra esportiva – 4

Restaurante – 17

Salões de beleza – 2

Salão de festas – 1

Templos religiosos – 10

Notificações emitidas

Academia – 1

Bar – 1 (sem alvará)

Canchas de bocha – 2 (sem alvará para funcionamento e responsabilidade por aglomerar pessoas)

Clubes – 2 (sem alvará e responsabilidade por aglomerar pessoas)

Consumo de bebida alcoólica em espaços públicos – 5

Pessoas aglomeradas – 6

Quadras esportivas – 2

Restaurante – 1 (sem alvará para funcionamento)

Templo religioso – 1 (responsabilidade por aglomerar pessoas)

Fechamentos realizados

Distribuidora de bebidas – 1

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *