Destaque

BASTIDORES. Confira o lado B do debate entre os Prefeituráveis: alfinetadas, invertidas, nervosismo…

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Reprodução), da Equipe do site

O debate realizado no Clube Esportivo, entre os candidatos a prefeito de Santa Maria, teve um tom amigável. Mas nem por isso deixou de ter algumas alfinetadas e críticas pontuais.  Mais do que isso, o encontro demonstrou o preparo e as estratégias dos prefeituráveis para demonstrarem suas qualidades.

Jorge Pozzobom (PSDB)

O atual prefeito levou diversos dados para o debate e aparentou segurança durante todo o programa. Logo de partida saiu alfinetando indiretamente o atual vice-prefeito Sergio Cechin (PP) por não ter ficado ao seu lado durante a pandemia e ainda disse que leu e não entendeu o Plano de Governo do progressista.

Mas não esteve imune a erros. O principal foi repetir mais de uma vez a frase: “Enquanto uns só falam, a gente faz”. Algo óbvio, uma vez que ele é o gestor do município. A repetição da sentença transmitiu um indesejado ar de soberba e falta de conteúdo para se mostrar mais qualificado que os concorrentes.

Sergio Cechin (PP)

O progressista estava nervoso no início do programa. Desperdiçou 1min29s de sua apresentação e, durante todo o debate, não olhou direto para a câmera. Disse que Luciano Guerra (PT) é seu amigo e, duas vezes, afirmou que Pozzobom é seu oponente.

O progressista foi se soltando aos poucos e, ao final, demonstrou humildade ao admitir que sempre foi um coadjuvante na política local e que, agora, busca sua oportunidade como prefeito.

Evandro Behr (Cidadania)

Era o mais tranquilo entre os candidatos. Agradecia as perguntas, trocava afagos com outros debatedores e demonstrou grande desenvoltura ao tratar da pauta econômica.

Não foi atacado pelos adversários e demonstrou ser bem articulado ao forçar Jader Maretoli (Republicanos) a explicar seu apoio a Valdeci Oliveira (PT) no segundo turno de 2016. Ao final, demonstrou um demasiado tom emotivo ao falar de sua família, algo explorado até as lágrimas quando concorreu a vice-prefeito de Cezar Schirmer (MDB).

Marcelo Bisogno (PDT)

Foi para o encontro afiadíssimo e proporcionou a maior invertida da noite. Quando Pozzobom o alfinetou por não ter falado sobre educação em seu programa na TV no Dia do Professor, devolveu dizendo que tucano fala em educação porque contratou 508 professores, mas não comenta que eles são pagos pelo Fundeb, do governo Federal.

Sempre quando questionado, possuía as respostas na ponta da língua e falava com convicção de suas propostas, ao mesmo tempo em que buscava tecer críticas a Pozzobom e Cechin.

Luciano Guerra (PT)

Nem bem o debate tinha começado e o petista já começou prometendo cortar metade dos CCs do Executivo e ainda cortar metade do seu próprio salário como prefeito. No fim do programa, voltou a tratar do tema e disse que vai até o cartório registrar a promessa, o que passa a impressão de ser uma medida desesperadora para chegar ao segundo turno.

O embate com Cechin sobre saúde foi o ponto alto de sua participação, sobretudo, quando lembrou dos idosos que passam a madrugada nas filas de postos de saúde. Quem se lembra do Fila Zero?

Jader Maretoli (Republicanos)

Grande revelação do pleito de 2016, veio ainda mais articulado para a nova eleição. O tempo fez bem a Jader, suas ideais amadureceram e o qualificam para encarar um debate com qualquer figurão da política santa-mariense. Ele se sai sobressai quando trata de questões sociais e tem uma inegável habilidade de comunicação.

No apagar das luzes, Jader pisou em uma linha tênue que separa o bom senso da intolerância ao criticar a criação de um ambulatório LGBT. Era mesmo necessário?

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

6 Comentários

  1. Teve um que confessa ter 400 anos de vida pública mas a gente não lembra o que fez de concreto na vice-prefeiturança ou na Câmara de Vereadores em todas as décadas como político profissional .Não conseguiu preparar uma fala de 3 minutos. De risadinha e abracinho Santa Maria está cansada

    Já o Bisogno se confundiu com a cortina de fundo kkkk estava camuflado??

  2. Assisti ao debate ontem e vou fazer minha previsão:

    Pozzobom………25 mil votos

    cechin………………40 mil

    Guerra…………….30 mil

    Jader…………………10 mil

    Marcelo……………20 mil

    Evandro……………5 mil

    Anotem……depois me cobrem……

  3. Eu gostei da entrevista FINAL, após debate do Cechin.
    Ele saiu convicto, tanto que comentou a mesma coisa umas 3 ou 4 vezes.

  4. Cladistone é cara de pau. Que é do calçadão, da rodovia ligando o Arenal à UFSM? Antigo fórum esta condenado, a ‘rede que mais cresce em SM é o aluga-se e o vende-se’, alguém esqueceu das promessas da ultima eleição?
    Cechin está com campanha confusa. Lei de liberdade econômica não diz nada.
    Behr está na eleição bancando o sinuelo. E segundo do Schirmer não ganha de ninguém.
    Se Bisogno perder espera-se que largue o osso e de lugar para outros.
    Petista diminuindo tamanho do Estado é o mesmo que traficante abrindo clinica de reabilitação de drogados. Tem que ser muito trouxa para acreditar nisto.
    Jader tem o direito de criticar o que quiser. Jornalistas não são censores da humanidade. Se não gostam de algo é para ser assim mesmo, que continuem não gostando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo