Câmara de VereadoresPolítica

CÂMARA. Parlamentar mais jovem de Santa Maria renuncia às cotas de telefone, combustível e selos

Progressista informa que também não utilizará diárias em seu mandato

Pablo Pacheco disse que pretende utilizar apenas 50% do material de expediente a ele destinado pelo Legislativo (Foto Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

No primeiro dia de trabalho na Câmara de Vereadores de Santa Maria, Pablo Pacheco (PP), 29 anos, renunciou as cotas de telefone, combustível e selos. O cuidado com o dinheiro público é uma de suas metas.

“Isso era uma proposta da minha campanha e gostaria de resolvê-la o quanto antes!”, informou Pacheco.

Ele também afirma que não utilizará a verba das diárias e apenas 50% da cota de gabinete de material de expediente.

O vereador mais jovem de Santa Maria pretende ainda divulgar, todos os meses, relatórios de transparência. A mesma prática é feita pelo deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo), que apoiou sua candidatura.

Nas eleições, Pacheco foi o campeão de votos entre os progressistas, com 2.375. O PP tem a maior bancada da atual Legislatura, com quatro vereadores. Completam o quarteto: Anita Costa Beber, João Ricardo Vargas e Roberta Pereira Leitão.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. O maior custo do mandato são os 5 assessores, por vereador, mais o subsídio de cada edil, está lá no portal da transparência do legislativo, dito isto, quantos assessores o nobre vereador deixará de nomear?Renunciará parte do subsídio? Ademais é conversa para boi dormir.

  2. Quantos % de economia?
    Salários (do vereador e assessores) mais todos gastos/penduricalhos possíveis, seria o 100%.
    Quanto será a economia em valores e %?
    Outra maneira é comparar o maior gasto com o do vereador do PP#Sóqnão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo