AssembleiaDestaque

ASSEMBLEIA. Treta nas redes sociais entre Riesgo e Mainardi. Pano de fundo? Crise das finanças do RS

Novista debochou de sugestão do petista. E a coisa desandou pela internet

Treta entre Riesgo e Luiz Mainardi começou com montagem no Twitter e acabou com provocação no Facebook (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

Sabe aquela história do mexeu com quem está quieto e ouviu o que não queria? Então, foi o que ocorreu nesta quarta-feira (3) entre os deputados estaduais Giuseppe Riesgo (Novo) e Luiz Fernando Mainardi (PT).

O fogo no parquinho começou no Twitter, onde o parlamentar santa-mariense reproduziu o título de uma matéria do site Sul 21: “Deputado propõe criação de Comissão Especial para debater causas da crise financeira do RS”, junto a uma montagem com fotos de Mainardi e dos ex-governadores petistas Tarso Genro e Olivio Dutra.

Em tom deboche, Riesgo ainda postou: “O deputado do PT quer criar uma Comissão Especial para procurar o motivo da interminável crise gaúcha… Eu conto ou vocês contam?”, dando a entender que os petistas são os responsáveis pelo atoleiro nas contas públicas.

A comissão, no caso, foi proposta por Mainardi, que é líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa. O petista não gostou do tweet do colega e, no Facebook, afirmou que nos governos petistas o Estado cresceu, a arrecadação aumentou e “os governadores não ficaram chorando as pitangas”. Também insinuou que o deputado do Novo está mais preocupado com quem ocupa o topo da pirâmide social.

“Na verdade, está preocupado mesmo em defender os ricaços, que, como todos sabem, não pagam imposto sobre lucros nem dividendos e nem IPVA sobre suas lanchas e aviões. O bom da democracia é que cada um defende os seus interesses. Os que eu defendo são os do povo, que não quer continuar pagando pela crise e ver faltar serviços públicos de qualidade”, publicou o deputado de Bagé.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Mainardi, como bom petista, quer criar a comissão para controla-la e ‘dar uma força’ para os ‘cumpanheiros’. Óbvio.
    Alás para a esquerda semialfabetizada auditoria é só para investigar origem dos recursos, qualidade da aplicação nem pensar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo