DestaquePaís

CONGRESSO. Maioria dos parlamentares gaúchos vota pela liberdade do deputado Daniel Silveira

17 votaram não ao relatório que recomenda prisão e 12 votaram sim

Deputado Paulo Pimenta foi uma das lideranças a se posicionar de forma mais incisiva pela aprovação do relatório da CCJ. Foto Michel Jesus / Câmara dos Deputados

Por Maiquel Rosauro

O deputado federal Daniel Silveira (PSL/RJ), que atacou em vídeo ministros do Supremo Tribunal Federal (TSF) e enalteceu o Ato Institucional nº 5 (AI 5) seguirá vendo o nascer quadrado. A manutenção de sua prisão foi confirmada, nesta sexta-feira (19), na Câmara dos Deputados por 364 a favor, 160 contra e três abstenções.

Porém, se dependesse apenas da bancada gaúcha a decisão teria sido outra. Dos 31 parlamentares do Rio Grande do Sul, 12 votaram a favor do parecer da relatora pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputada Magda Mofatto (PL-GO), que recomendou a manutenção da prisão, e 17 votaram contra. Dois estavam ausentes.

Entre os que votaram pela manutenção da prisão, Paulo Pimenta (PT) foi o que manteve a postura mais incisiva contra Silveira.

“Esse machão bombado veio aqui chorar para sensibilizar a população brasileira como se não soubéssemos o crime que ele cometeu”, disse o petista.

Por outro lado, Marcel Van Hattem (Novo) foi uma das principais lideranças contra a prisão do deputado carioca.

“Não podemos daqui a 20 anos olhar para trás e ver que o nosso direito dos deputados foi cassado por outro Poder”, disse Van Hattem.

Deputado Marcel Van Hattem criticou o que considera uma interferência do Poder Judiciário no Poder Legislativo. Foto Michel Jesus / Câmara dos Deputados

Confira como cada deputado gaúcho votou
Afonso Hamm (PP-RS) – Não
Afonso Motta (PDT-RS) – Ausente
Alceu Moreira (MDB-RS) – Não
Bibo Nunes (PSL-RS) – Não
Bohn Gass (PT-RS) – Sim
Carlos Gomes (REPUBLICANOS-RS) – Sim
Daniel Trzeciak (PSDB-RS) – Não
Danrlei (PSD-RS) – Não
Fernanda Melchionna (PSOL-RS) – Sim
Giovani Cherini (PL-RS) – Sim
Giovani Feltes (MDB-RS) – Sim
Heitor Schuch (PSB-RS) – Sim
Henrique Fontana (PT-RS) – Sim
Jerônimo Goergen (PP-RS) – Não
Liziane Bayer (PSB-RS) – Não
Lucas Redecker (PSDB-RS) – Não
Marcel van Hattem (NOVO-RS) – Não
Marcelo Brum (PSL-RS) – Não
Marcelo Moraes (PTB-RS) – Não
Márcio Biolchi (MDB-RS) – Sim
Marcon (PT-RS) – Sim
Maria do Rosário (PT-RS) – Sim
Marlon Santos (PDT-RS) – Não
Maurício Dziedrick (PTB-RS) – Não
Nereu Crispim (PSL-RS) – Ausente
Osmar Terra (MDB-RS) – Não
Paulo Pimenta (PT-RS) – Sim
Pedro Westphalen (PP-RS) – Não
Pompeo de Mattos (PDT-RS) – Sim
Sanderson (PSL-RS) – Não
Santini (PTB-RS) – Não
Angela Amin (PP-SC) – Não

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Massaranduba deu um tapa (vídeo está na web) no celular do ‘cumpanheiro’ Guga Noblat e o aparelho saiu picando como se fosse bola de tênis. Tragicômico.
    Petistas defendem autoritarismo onde quer que se apresente, vide Venezuela.
    Capsicum não quer saber de ‘bomba’, negócio dele é carboidrato. Kuakuakuakua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo