DestaqueSegurança

CHACINA. Mulher e dois filhos executados em SM. Depois, a casa em que moravam foi incendiada

Crime ocorreu de madrugada desta terça, no Loteamento Dom Ivo Lorscheiter

Casa, com as três vítimas dentro, foi incendiada. Chacina ocorreu no loteamento Dom Ivo Lorscheiter, em Camobi (foto Renato Oliveira)

Da Central de Jornalismo da Rádio Imembuí

Uma mulher de 39 anos e os filhos, de 4 e 15 anos de idade, são as vítimas de uma chacina que aconteceu na madrugada desta terça-feira em Santa maria. Os três foram executados a tiros em uma residência que fica na Rua 20, no Loteamento Dom Ivo Lorscheiter, no Bairro Camobi. Após os assassinatos, os bandidos incendiaram a casa onde a família morava e os corpos das vítimas foram carbonizados. 

Os crimes, segundo informações apuradas até o momento pela Polícia Civil, aconteceram por volta das 3h. A mulher morta foi identificada como Daniela Medeiros dos Santos. Ela estava em casa com os filhos Guilherme dos Santos Rodrigues (15) e Patríck dos Santos Oliveira (4), que também foram mortos. 

A Brigada Militar (BM), Corpo de Bombeiros, Instituto Geral de Perícias (IGP) e Polícia Civil foram acionados. O caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção às Pessoas (DPHPP). Ninguém foi preso.

“São crimes extremamente cruéis e covardes. A Polícia Civil está trabalhando intensamente para esclarecer a autoria e prender os criminosos”, disse o titular da DPHPP, delegado Gabriel Zanella

Um galão de cinco litros de gasolina foi encontrado próximo ao local do crime pela BM. A mulher morta estava em prisão domiciliar. Conforme apurado pela BM, ela havia sido ameaçada de morte pelo ex-companheiro e uma ocorrência havia sido registrada na Polícia Civil. Ele cumpre pena no regime semiaberto.

O repórter Renato Oliveira esteve no Loteamento Dom Ivo Lorscheiter ainda durante a madrugada e conversou com moradores próximosao local do crime. 

“Eu escutei um barulho de carro estacionando por aqui. Isso foi depois das 3h.  Fui deitar. Escutei mais barulho e o guri que mora nos fundos da residência da Daniela gritou que a casa dela estava pegando fogo. Achei que não tinha ninguém em casa. Dai chegou o filho mais velho da Daniela. Ele falou que tinham matado a mãe, a irmã dele e o irmão”, disse uma senhora que mora há cerca de três anos nas imediações.

Conforme apurado pela reportagem no local dos fatos, o filho mais velho da família escapou da chacina, pois havia dormido na casa da avó.

Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML). O caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção às Pessoas (DPHPP). Ninguém foi preso.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo