DestaqueEstado

ESTADO. Pela primeira vez na história, foram mais mortes que nascimentos em um mês no Rio Grande

No país inteiro, essa circunstância não se repete e nascem mais que morrem

Da Redação do jornal eletrônico SUL21 (com foto de Altemar Alcantara/Divulgação/SemCom)

O Rio Grande do Sul registrou ao longo do mês de março 15.802 óbitos e 11.971 nascimentos, segundo dados do Portal da Transparência do Registro Civil. De acordo com Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), essa é a primeira vez na história recente que o Estado apresenta mais óbitos do que nascimentos em um mês do calendário.

O Portal da Transparência do Registro Civil apresenta todos os dados de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, que são cruzados com dados históricos do estudo Estatísticas do Registro Civil, promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2003, data de início da série histórica, o número de nascimentos superava o de óbitos em 100% no Rio Grande do Sul.

Ao longo dos anos, essa diferença foi se reduzindo, caindo para 83% no início da década de 2010 e chegando a 60% no início de 2020. Com o início da pandemia de covid-19, a diferença caiu ainda mais, para 20% em julho passado, depois 14% em dezembro. Em março de 2021, o número de óbitos foi 24% maior do que o de nascimentos.

Já em nível nacional, os nascimentos ainda superam os óbitos. Em março, foram registrados 227.877 nascimentos e 179.938 óbitos, o que representa uma diferença de 27%, o menor patamar desde o início da série histórica. Desde o início da pandemia, a diferença caiu em 72%, segundo a Arpen.

“O aumento de mortes causado pela pandemia fez com que notássemos nos Cartórios de Registro Civil essa redução entre os números de nascimentos e mortes. No mês de março, por exemplo, vimos essa explosão de mortes com o agravamento da pandemia”, disse o presidente da Arpen-RS, Sidnei Hofer Birmann.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Se o inicio da serie histórica é 2003 a manchete é uma tremenda bobagem. Mesmo que fosse antes também seria, não se tem registro das épocas de revolução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo