DestaqueSanta Maria

CIDADE. Comitiva da Caixa Econômica Federal visita Parque dos Morros para avaliar sobre investimentos

Caixa não divulgou quantas áreas protegidas deverão estar na lista final

O local, que é unidade de conservação do Município, está entre as 100 áreas protegidas de Meio Ambiente do país que podem receber recursos da instituição financeira. Foto Guilherme Scapin Borges / Prefeitura

Por Joyce Noronha / Prefeitura de Santa Maria

Pré-selecionado pelo Programa de Preservação Ambiental Caixa Florestas, da Caixa Econômica Federal, o Parque Natural Municipal dos Morros de Santa Maria passou por inspeção de uma equipe técnica da instituição financeira na manhã deste sábado (12). Além da unidade de Santa Maria, outros 99 locais de todo o país foram vistoriados até este domingo (13) pela Caixa. A instituição financeira avalia as 100 unidades pré-selecionadas, sendo que algumas serão escolhidas para receber recursos, anualmente, do Fundo Socioambiental Caixa (FSA). A visita seguiu as orientações de segurança sanitária devido à pandemia de coronavírus.

Até o momento, a Caixa não divulgou quantas áreas protegidas deverão estar na lista final nem quando as unidades definitivas serão divulgadas. Entretanto, a Caixa informa que serão, pelo menos, R$ 150 milhões por ano, que serão divididos entre as unidades de conservação e florestas brasileiras. O projeto deve beneficiar 3,5 milhões de hectares e 10 milhões de árvores plantadas em todos os biomas brasileiros. As ações, em parceria com o Governo Federal, trabalham em conjunto com o programa Adote um Parque, programa Águas Brasileiras e projetos especiais de preservação das Forças Armadas.

O prefeito Jorge Pozzobom participou da visita junto com a comitiva da Caixa e pontuou sobre a importância do Parque Natural Municipal dos Morros.

“Eu demorei a entender que o Parque dos Morros é um tesouro que Santa Maria tem. Aqui, nós temos uma riqueza ecológica, com grande biodiversidade, necessária para o Município e a região. É um lugar que todos deveriam conhecer, mas, para permitir a visitação, precisamos garantir que as pessoas tenham consciência de manter o parque exatamente do jeito que encontraram. Além disso, necessitamos inserir uma estrutura para que seja possível a circulação de público. Aqui, é uma beleza natural que precisa ser conservada por todos e merece fazer parte desse programa da Caixa”, salientou Pozzobom.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Guilherme Lul da Rocha, destaca que a equipe de técnicos da Caixa Econômica Federal ficou bastante surpresa ao conhecer o Parque Natural Municipal dos Morros. Conforme o titular da pasta, a biodiversidade existente, praticamente encravada na área urbana, além de diversas estratégias de conservação ambiental foi o que mais chamou a atenção dos visitantes.

“Eles não esperavam encontrar uma unidade de conservação, que nem completou 5 anos, com tantos avanços por meio do trabalho de poucas pessoas, como a nossa. Percebemos que eles ficaram impactados positivamente, e isso nos deixa otimistas. A equipe da Caixa tomou nota e fez todos os registros que precisava. Agora, é a nossa vez, de produzir material solicitado por eles para seguirmos no páreo e, se tudo der certo, sermos contemplados por este programa”, conta Rocha.

As visitas às unidades de conservação da natureza avaliam tecnicamente as necessidades e a formulação de ações socioambientais que podem ser implementadas pela Caixa nessas localidades. Parte da vistoria é avaliar condições de fornecimento de energia limpa, obras civis e de sinalização que precisam ser feitas, além de equipamentos e ações sociais para públicos vulneráveis que podem ser implementadas.

Pela Caixa Econômica Federal participaram da visita: o superintendente Regional Rede, Marcio Aurélio Reolon; o gerente Negócios Empresarial, Luis Fernando Salin Monteiro; a superintendente executiva de governo, Liana Trost Ebling; o coordenador REHAB Habitação, Alexandre Reis; a assistente da plataforma empresarial, Maele Corrêa Martins, o gerente de governo, Odirlei Sudatti; gerente de rede, Raphael Bernardi Martins; a gerente de carteira PF, Luciana Dalla Lana Boher; o supervisor de filial, Gilberto Mezzomo; e o gerente de agronegócio, Rafael Cantarelli Lemos.

Já pela Prefeitura de Santa Maria estavam: o prefeito, Jorge Pozzobom; o secretário de Meio Ambiente, Guilherme Rocha; a gestora do Parque Natural Municipal dos Morros, Marina Deon; o chefe do gabinete do prefeito, Alexandre Lima; a Secretária Chefe da Casa Civil (interina), Jessica de Senne; o superintendente de praças, parques, canteiros e jardins, Roberto Dotto; e o coordenador de zeladoria, Adrione Gucciardo.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo