DestaquePaís

CONGRESSO. Senador Luis Carlos Heinze disse ter “vergonha de ter estudado na UFSM. Como assim?

Declaração surgiu enquanto interpelava epidemiologista. Confira a reação

Heinze é um dos principais defensores do governo Bolsonaro na CPI da Pandemia (Foto Waldemir Barreto/Agência Senado)

Por Maiquel Rosauro

Um vídeo do senador Luis Carlos Heinze (PP) afirmando sentir vergonha de ter estudado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) viralizou, nas redes sociais, nesta quinta-feira (24). Multiplicaram-se as críticas ao parlamentar e apoio à instituição. Mas em qual contexto surgiu a declaração?

A frase foi proferida durante a audiência na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, no Senado Federal. Na ocasião, Heinze interpelava o epidemiologista e pesquisador da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pedro Hallal, e, ao mesmo tempo, buscava defender estudos a favor do uso de cloroquina contra covid-19. Vale lembrar que Heinze é um dos principais defensores do governo Jair Bolsonaro (sem partido) na CPI.

“Eu estudei em Santa Maria nos anos 70. Tenho vergonha da minha escola. Dos cursos de Agronomia mais renomados, hoje perde para Lavras do Sul e Piracicaba, outras escolas, porque não tem ideologia lá. E na minha escola, onde eu me formei, tem ideologia”, disse Heinze.

Se o parâmetro do senador for a NOTA do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o curso da UFSM está no mesmo patamar das melhores instituições do país. No campus sede, o curso de Agronomia possui conceito 5; enquanto o curso no campus de Frederico Westphalen tem conceito 4.

O curso de Agronomia na Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, também possui conceito 5. Na planilha disponibilizada pelo INEP não há, porém, o conceito do curso de Engenharia Agronômica, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ELSAQ), da Universidade de São Paulo (USP), localizado em Piracicaba.

Confira a manifestação do senador:

Contraponto

O deputado federal Paulo Pimenta (PT) foi uma das primeiras lideranças políticas a se manifestar em favor da UFSM. Ele disse ter orgulho da instituição.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Ignorância, burrice, contradição, etc. Vários sinônimos negativos pra descrever esse pronunciamento falho do senador que defende uma ideologia que não salva vidas, pelo contrário é o maior motivo de estarmos atrasados no combate à pandemia. Tudo se vale ao descaso a ciência e pesquisa, esse discurso só prova que a democracia ainda existe no país por conta das universidades que na minha opinião foi a base pra o combate à pandemia. Vivemos um desgoverno de milicianos que desejam privatizar tudo e favorecer as classes de maior renda minimizando as classes inferiores !

  2. Kuakuakuakua! Que bobajada!
    ‘Se o parametro do Senador for a nota […}’.
    ‘[…] porque não tem ideologia lá. E na minha escola, onde eu me formei, tem ideologia”
    Acho que o critério é a presença ou não de ideologia. Mas sou meio lesado, posso estar errado. Kuakuakuakua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo